Movimento de renovação da Câmara não preocupa Dickson Nasser

Vereadores novatos estariam se articulando para lançar um nome de consenso e que não traga "desgaste" à instituição.

Luana Ferreira,
Eupídeo Júnior
Movimento articula mudança na Presidência da Câmara Municipal de Natal.
O movimento informal que tem mobilizado os novos vereadores em busca do resgate da credibilidade na Câmara Municipal não tem sido motivo de preocupação para o vereador Dickson Nasser (PSB), presidente da Casa.

Nasser estava à frente da Casa quando foi deflagrada a Operação Impacto, e está entre os 13 vereadores denunciados pelo Ministério Público por suposto recebimento de propina em troca do veto às emendas do prefeito Carlos Eduardo sobre o Plano Diretor de Natal.

Mais recentemente, a imagem da Casa sofreu novo abalo após ele e mais três vereadores que compõem a Mesa Diretora tentarem aprovar um reajuste no teto dos subsídios para prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores, entre outros, para mais de 100%.

Em entrevista ao Nominuto.com na quinta-feira (13), o vereador Ney Lopes Júnior (DEM) confirmou que os dez novos vereadores têm discutido a necessidade de um novo nome na presidência da Câmara, que, de tão desgastada "não tem sido mais convidadas aos eventos oficiais".

Ele não quis se colocar como candidato, numa espécie de comportamento orquestrado por todos os vereadores. "O quadro se definirá só no final de dezembro", prevê Nasser, que já participou de oito eleições na Casa e diz ser candidato natural em janeiro.
A+ A-