Novos confrontos no norte do Líbano matam 20 militantes

Violência no campo de refugiados começou em maio.

BBC Brasil,
Representantes do Exército do Líbano confirmaram que 20 militantes islâmicos foram mortos pelas tropas do governo ao tentarem escapar de um cerco a um campo de refugiados palestinos no norte do país. 

Dois soldados também morreram nos confrontos.

Desde maio, o campo de Nahr Al-Bared vem sendo palco de violentos combates entre o Exército e militantes do grupo Fatah Al-Islam, acusado de ter ligações com a rede Al-Qaeda.

Milhares de refugiados conseguiram deixar o local, após o início da onda de violência, que já fez mais de 300 mortos, entre eles muitos civis.

Prisões

Segundo o Exército, os militantes teriam atacado pelo menos dois postos de controle do lado de fora do campo de refugiados.

As autoridades informaram que vários militantes foram detidos na batalha, mas ainda não se sabe se alguns conseguiram escapar.

O Exército isolou a área e bloqueou a principal estrada que dá acesso à Síria.

Helicópteros também foram mandados para patrulhar a região.

Na semana passada, representantes dos serviços de segurança libaneses disseram que cerca de 30 militantes ainda estão no campo, mas há relatos não oficiais de que este número seria um pouco maior.

A maior parte do acampamento foi reduzida a escombros por causa dos recentes confrontos.

O local chegou a abrigar 30 mil pessoas.


A+ A-