Deprov registra três roubos a cargas em 48 horas

Em um dos casos, veículo com mercadoria foi abandonado em Búzios. Delegado Marcus Vinícius pede que a população colabore com denúncias.

David Freire,
O roubo de cargas vem se tornando um assunto preocupante para a segurança pública do Rio Grande do Norte. Segundo informações obtidas junto à Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículo e Cargas (Deprov), da quarta-feira (12) até a manhã desta sexta-feira (14) foram registrados três roubos de cargas. O delegado Marcus Vinícius dos Santos, adjunto da Deprov, disse que foi informado de um caso na zona Norte de Natal e outro em Lajes.

O outro episódio envolvendo o roubo de cargas aconteceu na quarta-feira à noite. Ele disse que um comerciante veio a Natal onde fez algumas compras – alimentos perecíveis, arroz, feijão, carne, dentro outros – para seu comércio, que fica em Santa Cruz. Ao retornar para a cidade com uma carga avaliada em R$ 40 mil, ele foi abordado por homens armados, que o renderam e levaram o caminhão com a mercadoria.

No dia seguinte (quinta-feira), a vítima comunicou o fato ocorrido na Deprov. “Foi aí que entramos na investigação e fomos informados que ele (comerciante) estava sofrendo extorsão e pediam R$ 20 mil para devolver a mercadoria e o caminhão roubado”, declarou.

Marcus Vinícius lembra que policiais civis da Delegacia Regional de Santa Cruz ajudaram na investigação. Ele contou que continuaram os trabalhos para recuperar o veículo e a carga roubada do comerciante. Uma investigação minuciosa com levantamento de informações foi realizada por policiais civis da Deprov, com apoio da Regional de Santa Cruz e da delegacia de Nísia Floresta.

No curso das investigação, surgiu a informação que o veículo foi encontrado na praia de Búzios. Segundo o delegado, populares informaram que o caminhão ficou atolado e a carga foi toda retirada e colocada dentro de uma casa perto do local onde o veículo foi encontrado. “Quando entraram na residência, acharam boa parte da carga”, informou. “Acredito que recuperamos 70% da carga. O restante deve ter sido saqueado por algumas pessoas que passavam pelo local”, completou.

O delegado adjunto da Deprov pede que as pessoas denunciem caso vejam veículos ou pessoas em atitudes suspeitas e possam ajudar nas investigações. O telefone para denúncias é o 3232-6311/6313.
A+ A-