Kim diz que documento assinado com Trump significará grande mudança

Ditador da Coreia do Norte disse que cúpula entre os países servirá para "deixar o passado".

Da redação, Agência Brasil,
Shealah Craighead/The White House
Ditador norte-Coreano, Kim Jong un, e o presidente dos EUA, Donald Trump, caminham juntos antes da reunião bilateral expandida ocorrida nesta terça.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, afirmou hoje (12), em Cingapura, que o acordo firmado com o presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, servirá para "deixar o passado" e "conseguir uma grande mudança".

Durante breve passeio no Hotel Capella, na Ilha de Sentosa, Kim disse a Trump que a cúpula entre os dois países se assemelha a um filme de ficção científica. "Muitas pessoas ao redor do mundo vão pensar que isso é algum tipo de fantasia de um filme de ficção científica".

Durante encontro com o presidente norte-americano no início da reunião, Kim Jong-un lembrou a tradicional hostilidade entre as duas nações e as dificuldades enfrentadas até agora.

"Não foi fácil chegar até aqui. As antigas práticas e os preconceitos taparam nossos olhos e ouvidos e dificultaram nosso caminho, mas conseguimos superar tudo isso para chegar até aqui", comentou.

A cúpula desta terça-feira foi a primeira entre governantes dos dois países após quase 70 anos de tensão por causa da Guerra da Coreia (1950-1953), incluindo 25 de negociações frustradas sobre o chamado processo de desnuclearização norte-coreano.

Tags: Coreia do Norte Donald Trump Estados Unidos Kim Jong-un Mundo
A+ A-