Grã-Bretanha exige impressões digitais para conceder visto

As digitais são colocadas em um sistema on-line e comparadas com um banco de dados.

BBC Brasil,
BBC Brasil
As digitais são colocadas em um sistema on-line e comparadas com um banco de dados.
A partir desta segunda-feira (14), todos os estrangeiros que forem pedir visto para entrar na Grã-Bretanha terão que fornecer suas impressões digitais, como parte de um grupo de medidas introduzidas pelo governo britânico para combater a imigração ilegal.

De acordo com o novo sistema, os requerentes de visto que vierem de uma lista de 133 países, cerca de 75% da população mundial, terão suas impressões digitais comparadas com as digitais já existentes em um banco de dados criado pelas autoridades britânicas.

No Brasil, o sistema já tinha sido adotado pelos consulados britânicos desde 30 de agosto para estudantes que querem trabalhar na Grã-Bretanha (mesmo os que fiquem menos de seis meses), estudantes que vão ficar mais de seis meses no país e pessoas que vão ao país a trabalho.

Turistas que vão ficar menos de seis meses na Grã-Bretanha não precisam do visto prévio.

O governo britânico afirma que a medida visa impedir o uso de identidades falsas principalmente por pessoas que já tiveram seus pedidos de asilo no país recusado ou que foram deportadas.

O novo sistema, que já vinha sendo implantado gradualmente em consulados britânicos em vários partes do globo, também visa impedir a entrada no país de pessoas com registros criminais ou terroristas procurados.

Segundo o correspondente da BBC para questões de segurança, Andy Tighe, cerca de 500 casos de troca de identidade já foram detectados até o momento.

Um milhão de pessoas tiveram suas impressões digitais colhidas digitalmente e, destas, 10 mil já tinham tentado obter o visto para entrar na Grã-Bretanha antes.

O governo também afirma que ultrapassou sua meta de deportações de prisioneiros estrangeiros que já cumpriram de suas sentenças. Mais de 4,2 mil foram deportados da Grã-Bretanha em 2007.

Até o final de 2008, o governo britânico pretende introduzir o esquema de carteiras de identidade obrigatórias para todos os cidadãos que não fazem parte da União Européia.

Outra medida, mais polêmica, a introdução das carteiras de identidades obrigatórias para cidadãos britânicos, ainda está sendo analisada, pois ela requer uma mudança na constituição do país.

O governo também está considerando planos para uma revisão no sistema de emissão de vistos de curto prazo.
A+ A-