Enildo Alves aposta na colaboração de Micarla para sair do PSB

Vereador espera que prefeita convença governadora a liberá-lo; destino do paramentar pode ser o PV.

Andréia Freitas,
Vlademir Alexandre
Enildo Alves: "Seria ótimo fazer parte do partido da prefeita Micarla de Sousa"
Não é novidade que o vereador Enildo Alves está insatisfeito no Partido Socialista Brasileiro. Desde as eleições do ano passado, o parlamentar foi contra as decisões do diretório municipal do PSB e defendia uma candidatura própria do partido para a prefeitura de Natal (Rogério Marinho), o que não aconteceu. Agora, Enildo, que é líder de Micarla de Sousa (PV) na Câmara Municipal, não descarta a possibilidade de integrar a legenda da prefeita e a colaboração da pevista para intermediar sua saída do PSB.

“Acho o PV um partido que tem ideologias parecidas com o PSB e, pra mim, seria ótimo fazer parte do partido da prefeita Micarla de Sousa, caso ela me convidasse e eu tivesse autorização para sair do PSB”, disse.

O vereador comentou que a aproximação da governadora Wilma de Faria com a prefeita seria um ponto a favor para que, possivelmente, a própria Micarla sugerisse à presidente estadual do PSB liberar o parlamentar sem o risco de que ele perdesse o mandato por fidelidade partidária.

“Não estou me desfiliando do partido, mas me sinto escravo dele. Peço minha carta de alforria”, exclamou Enildo Alves que disse ainda que se ele fosse presidente do partido não gostaria que fosse composto por pessoas insatisfeitas.

Parceiro do deputado federal Rogério Marinho (PSB), outro que agiliza a saída do PSB, o vereador, caso não migre para o PV, pretende estar afinado com o deputado. “Hoje, meu projeto é seguir os passos de Rogério Marinho que não tem o futuro definido, mas não descarto ir para o PV”, declarou, apesar de acreditar que o deputado federal não deverá seguir para o partido de Micarla de Sousa.

O parlamentar, mais uma vez, fez duras críticas ao presidente municipal do PSB, o ex-prefeito Carlos Eduardo devido à sua conduta no comando do partido. “Não entendo como a direção estadual e até nacional do PSB não vê a falta de participação do próprio presidente do partido. Ele trabalha contra o partido”, ressaltou.

Mesmo sendo secretário do PSB, o vereador não concorda com as atitudes da diretoria da legenda, argumentando que os próprios líderes trabalham para a fragilização do partido.

“O ex-prefeito não conseguiu filiar ninguém ao partido e ainda tentou derrubar na Justiça as nossas filiações no ano passado. Para se ter uma idéia, ele não apoiou nenhum dos vereadores que disputavam a Câmara nas últimas eleições. Fez campanha para candidatos do PRB e PCdoB”, disse Enildo Alves, referindo-se aos ex-secretários Raniere Barbosa (PRB) e Aparecida França (PCdoB).
A+ A-