Faustino: 60% das metas para os 100 primeiros dias da gestão foram cumpridas

Entre as prioridades, está preparar a cidade para evitar uma nova epidemia de dengue.

Delma Lopes,
Fotos: Gabriela Duarte
João Faustino afirma que mais da metade das medidas para os 100 primeiros dias estão cumpridas.
Ele é uma espécie de gerente do governo. João Faustino veio para Natal com a função de coordenar os 100 primeiros dias da gestão de Micarla de Sousa e, segundo o secretário de Articulação e Integração de Natal, 60% das ações previstas para este período já foram cumpridas.

“A nossa primeira meta é organizar a prefeitura estruturalmente e financeiramente porque, se você começa mal nesta área, certamente terminará mal”, ressalta o secretário, que apontou outras medidas tomadas no início da nova administração.

Segundo Faustino, a prefeitura se preocupou em “preparar” a cidade para alguns “desafios que possam surgir”. O secretário citou a possibilidade de uma nova epidemia de dengue. “Temos 100 dias para limpar as galerias pluviais e evitar os alagamentos”.

A convocação na Câmara Municipal de Natal faz parte dessas medidas iniciais. A prefeita enviou sete projetos para os vereadores apreciarem. Ontem (20) os parlamentares apenas leram a pauta, hoje começa a votação.
 


Entre as atribuições de João também está a articulação política, e ele tem feito o seu dever de casa. O secretário tenta atrair o PMDB para o grupo de situação.

"O PMDB foi convidado a integrar a bancada. Entendemos que, se isso acontecer, será a participação de um partido forte em âmbito federal, o que é bom para qualquer administração contar com um apoio desses. Posso dizer que por enquanto, a prefeita já conta com o voto dos dois vereadores [Hermano Morais e Luís Carlos], na aprovação das matérias da convocação".

No momento o governo municipal aguarda que o PMDB se reúna "e defina uma proposta para Natal que possa ser integrada a esta administração".

Entrevista
Confira a entrevista completa concedida ao Jornal 96 desta quarta-feira (21).

A+ A-