Ao lado de Trump, Bolsonaro fala em estratégias sigilosas para Venezuela

Líderes trocaram elogios; Trump levantou a possibilidade de o Brasil poder se tornar membro da Otan.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Evan Vucci/AP
Presidente americano, Donald Trump, voltou a dizer que todas as opções "estão na mesa" em relação à situação na Venezuela.

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro foi recebido na Casa Branca, junto com sua comitiva, nesta terça-feira (19). Ele teve um encontro privado com Donald Trump no Salão Oval e os dois fizeram uma declaração conjunta à imprensa no Jardim das Rosas.

O comunicado mencionou a crise na Venezuela e como Brasil e EUA pretendem atuar unidos pela democracia na América Latina, fazendo uma crítica ao “socialismo” de Maduro.

O presidente americano, Donald Trump, voltou a dizer que todas as opções "estão na mesa" em relação à situação na Venezuela. Ele pediu que os militares venezuelanos se libertem do atual presidente, Nicolás Maduro, e reforçou que o Brasil, junto aos Estados Unidos, foi o primeiro a reconhecer o oposicionista autodeclarado presidente venezuelano, Juan Guaidó, como presidente oficial.

Ainda segundo Trump, "junto com o Brasil, pudemos alimentar centenas de venezuelanos famintos". O líder republicano ainda afirmou que pode haver sanções "muito mais duras" à Venezuela, além das já impostas pelo governo americano.

Sobre uma intervenção militar na Venezuela, Bolsonaro afirmou: "Tem certas questões que se você divulgar deixam de ser estratégicas. Asssim sendo, essas questões que se forem discutidas, se já não foram, não podem ser divulgadas", disse o presidente.

Sobre redes sociais, Trump criticou tanto Facebook quanto Twitter e disse que há uma "situação de conluio" por parte das pessoas que administram essas duas plataformas. "Precisamos tomar uma atitude", afirmou o presidente.

Bolsonaro foi perguntado sobre a eleição de 2020, caso um candidato que defenda posições socialistas vença a disputa americana. "É um assunto interno, respeitaremos o resultado das urnas, mas eu acredito piamente na vitória de Donald Trump", disse o presidente Brasileiro, que recebeu um "agradecimento e concordância" do republicano.

Tags: Donald Trump EUA Jair Bolsonaro
A+ A-