Alvo dos pais de Madeleine, jornal 'não muda uma vírgula' do que publicou

Diretor do jornal diz que reportagem não acusou ninguém.

O diretor do jornal “Tal&Qual”, Emídio Fernando, disse que nunca acusou os pais de Madeleine de terem assassinado a filha e afirmou que a manchete da semana passada apenas dá voz ao que a polícia acredita. 

Os pais da garota de 4 anos desaparecida desde maio em Portugal anunciaram na sexta-feira(31), através da BBC News, que vão processar o jornal por conta da notícia do semanário que indicava que a Polícia Judiciária (PJ, equivalente à Polícia Federal brasileira) acreditava que o próprio casal tinha matado Madeleine acidentalmente.

"Mantenho a história, não mudo uma virgula", ressaltou o diretor Emídio Fernando em declarações à agência Lusa, ressalvando, no entanto, que o jornal "nunca acusou ninguém, apenas diz que a polícia acredita".

Afirmando-se "absolutamente tranqüilo" em relação a um eventual processo, o diretor do semanário alegou que a intenção dos McCann "baseia-se nos artigos que saíram nos jornais ingleses que dizem que o “Tal&Qual” acusa a família de crime".

"Se publicamos a história é porque temos a certeza dela", afirmou Emídio Fernando, acrescentando que "o que o jornal assume é que a polícia acredita" na possibilidade de os pais terem acidentalmente matado a menina inglesa. 

"Confio nas nossas fontes e repare-se que digo fontes no plural, até porque são mais de três", disse o diretor, acrescentando que o semanário que dirige "nunca escreveu nada que não tivesse sido confirmado, desde que este processo [do desaparecimento de Maddie] começou".

Apesar de ainda não ter recebido nenhuma notificação acerca do eventual processo de difamação que os McCann anunciaram estar levantando, a queixa é, segundo a BBC News, dirigida ao jornal e ao diretor.

Madeleine McCann, de 4 anos, desapareceu há quase quatro meses do Algarve, sul de Portugal, onde passava férias com os pais. 

Desaparecimento 

A menina de 4 anos desapareceu em 3 de maio de um apartamento onde dormia junto a seus dois irmãos, gêmeos de 2 anos, enquanto seus pais, Gerry e Kate, jantavam com amigos em um restaurante próximo. 

Na semana passada, o jornal "Tal&Qual", com sede no Porto, afirmou que a polícia que investiga o desaparecimento da menina "acredita" que foram os próprios pais que mataram Maddie. Além disso, insinua que ela pode ter sido vítima de um acidente mortal.

Os advogados do casal McCann vão processar o jornal por "difamação", argumentando que a notícia é "incerta" e que causou "sofrimento e humilhação". 

A polícia negou que considere Gerry e Kate "suspeitos".

O jornal atribui o conteúdo da notícia a "uma fonte próxima à investigação".
Desde que a polícia anunciou a possibilidade de a menina estar morta, os rumores dispararam em Portugal.

Ainda esta semana, Gerry ficou irritado durante uma entrevista para uma TV espanhola.


Fonte: G1








A+ A-