Ministro da Justiça concede refúgio a escritor italiano

Cesare Battisti, de 52 anos, foi condenado à prisão perpétua por quatro homicídios que teria cometido nos anos 70, na Itália.

Agência Brasil,
Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
Tarso Genro, concedeu refúgio ao escritor Cesare Battisti, de 52 anos.
Por entender que existe o elemento de "fundado temor de perseguição", o ministro da Justiça, Tarso Genro, concedeu refúgio ao escritor Cesare Battisti, de 52 anos.

O italiano foi condenado à prisão perpétua por duas sentenças, com processo de extradição passiva executória. No pedido de extradição, a Itália alega quatro homicídios que o escritor teria cometido entre 1977 e 1979.

O voto do ministro foi dado nesta terça-feira (13), depois de analisados os argumentos do recurso impetrado contra a negativa do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), em novembro passado.

No voto, Tarso cita o Estatuto dos Refugiados, de 1951, e a Lei 9.474, de 1997, que prevê como motivo de refúgio “fundado temor de perseguição por motivos de raça (...) ou opinião política”.

Battisti fugiu da Itália para a França em 1981, onde viveu por mais de dez anos. De lá, veio para o Brasil, onde está preso desde 2007 na penitenciária do Distrito Federal.
A+ A-