Câmara Municipal de Natal aprova criação de Carteira Municipal de Doador de Sangue

Lei, de autoria do vereador Dickson Júnior, visa estimular a doação na capital potiguar.

Da redação,

Os vereadores da Câmara de Natal aprovaram, nesta quarta-feira (30 ), a criação da Carteira Municipal de Doador de Sangue (CMDS). A Lei, de autoria de Dickson Júnior, visa estimular a doação na capital potiguar, motivada pela preocupação com a instabilidade dos bancos de sangue na cidade e a fundamental importância desse ato para a sobrevida de pacientes submetidos a transplante de órgãos, em terapia de combate ao câncer, portadores de doenças que dependem de transfusão, além de recém-nascidos prematuros e pessoas que sofrem acidentes graves.

Segundo prevê a nova Lei Municipal, a CMDS será fornecida mediante prova de doação de sangue não remunerada e terá, obrigatoriamente, os seguintes dados: I - Nome do doador; II - Retrato; III - Tipo sanguíneo; IV - Endereço; V - Nome dos filhos menores de idade; VI - Data das doações; e VII - Fator RH. Segundo o Art. 4º, a Carteira permitirá que o doador e seus filhos menores tenham prioridade no atendimento ambulatorial e de emergência nos postos de saúde e hospitais municipais. A validade da Carteira será de seis meses após a doação anotada, tendo sua validade renovada por igual período sempre que nova doação for efetuada e devidamente anotada. Caberá ao poder Executivo regulamentar as normas necessárias para o fiel cumprimento da Lei.

Segundo justifica o propositor, pesquisas realizadas apontam que muitos indivíduos não doam por medo da picada da agulha ou de contrair alguma doença, existindo, portanto, carência de informação técnica e científica, que contribuem com a disseminação de mitos e preconceitos. “Precisamos unir forças para derrubar estas dificuldades e plantar a cultura do doar, do solidarizar-se. O processo de doação é rápido e seguro e você ainda salva até quatro pessoas com apenas uma doação, segundo o Hemonorte. Precisamos alimentar o hábito da doação, evitando o cancelamento e adiamento de cirurgias e risco de pacientes chegarem à morte em casos de urgências e emergências”, enfatiza o parlamentar.

Tags: Câmara Municipal de Natal Carteira Municipal de Doador de Sangue
A+ A-