Assembleia Legislativa discute proposta de construção da adutora Costa Branca

Por iniciativa do deputado Souza, encontro reuniu representantes dos órgãos de meio ambiente e recursos hídricos do Estado.

Da redação, Assembleia Legislativa,
João Gilberto/AL

Dando continuidade aos debates sobre abastecimento hídrico na região da Costa Branca, a Assembleia Legislativa promoveu na tarde desta quinta-feira (28) nova audiência pública, desta vez em Areia Branca. Por iniciativa do deputado Souza (PHS), o encontro reuniu representantes dos órgãos de meio ambiente e recursos hídricos do Estado para discutir a situação da proposta de construção da adutora Costa Branca, anunciada em 2017 pela Caern como uma alternativa para o abastecimento dos municípios de Areia Branca e Porto do Mangue.

“A audiência é um desdobramento do que foi apresentado naquele ano, ocasião em que a Caern sinalizou com a proposta de construção de uma adutora  com o objetivo de solucionar os problemas hídricos vivenciados pela área rural do município de Areia Branca e pela área urbana do município de Porto do Mangue”, lembrou Souza, cobrando dos órgãos competentes informações sobre a atual situação da proposta de construção do sistema. “Esse é o momento para aprofundarmos as discussões e apontarmos os encaminhamentos necessários para a viabilização da adutora”, acrescentou.

Representando a Caern, o engenheiro Salatiel Rocha fez uma explanação sobre o sistema adutor proposto e esclareceu que o órgão vem buscando recursos para financiar a obra, orçada em aproximadamente R$ 20 milhões. De acordo com os dados, o sistema prevê uma extensão de 40km e uma vazão de 220 metros cúbicos por hora, com capacidade para atender cerca de 15 mil pessoas - beneficiando as comunidades de Rosado, Pedra Grande, Serra de Ponta do Mel, Ponta do Mel, São Cristóvão, Redonda, Morro Pintado e São José.

Uma outra pendência relatada pelo engenheiro diz respeito à questões documentais que ainda precisam ser providenciadas pelo município de Areia Branca para que a proposta do sistema Costa Branca se torne plenamente apta a pleitear fontes de financiamento.

Presente no debate, o prefeito do município de Porto do Mangue, Sael Melo, reforçou a importância do sistema para a região. “Tenho certeza que essa obra será a redenção da Costa Branca. Temos muitas belezas naturais, mas sem água nada acontece. Por isso, precisamos nos unir e dar celeridade às ações necessárias para que essa adutora saia do papel. Feito isso, os investimentos poderão enfim chegar a nossa região”, declarou.

Participaram da audiência pública vereadores, gestores e representantes da sociedade civil dos municípios de Areia Branca e Porto do Mangue. Na manhã desta quinta-feira, a Assembleia Legislativa debateu também a situação hídrica dos municípios de Pendências, Macau e Guamaré.

Tags: Assembleia Legislativa
A+ A-