Aliado do atual presidente, Getúlio Rêgo diz que adiamento é legal

De acordo com o deputado recém empossado, a atitude do presidente Ricardo Motta é constitucional.

Marília Rocha,

A ilegalidade ou não da manobra política do atual presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta (PROS), que adiou a votação da Mesa Diretora no dia da posse da 61º legislatura foi comentada pelo deputado estadual, Getúlio Rêgo (DEM).

"A previsão do adiamento é constitucional. O presidente pode convocar sessão preparatória e Ricardo convocou para amanhã a eleição", confirmou o deputado.

Getúlio é aliado de Ricardo Motta e citou o caso da Paraíba como exemplo do adiamento. Na Assembleia Legislativa da Paraíba a eleição também será amanhã (2).

Questionado se o adiamento seria um "golpe", o deputado afirmou que não. "Eles (outros parlamentares) falam demais. Golpe? Se amanhã não puder acontecer a eleição o presidente pode adiar também para outro dia, convocando os deputados para isso", contou.

Tags: Legislativo Política
A+ A-