Tiago Almeida é inocentado de acusação de propaganda eleitoral antecipada

Ortopedista foi acusado de prestar serviços de forma voluntária junto ao Instituto Mais Saúde.

Da redação,

O Ministério Público Federal (MPF) indeferiu na manhã desta sexta-feira (10) a acusação de propaganda eleitoral antecipada contra Tiago Almeida, comprovando perante a lei sua inocência, no qual foi identificado que durante as ações pelo Instituto Mais Saúde não houve prática ilícita e muito menos pedido de votos.

O juiz Ricardo Tinoco de Góes identificou que não houve qualquer prática ilícita cometida pelo pré-candidato a deputado estadual, Dr. Tiago Almeida (PSDB), que apesar de ter sido acusado por prestar serviços de forma voluntária, garante que continuará com seus trabalhos filantrópicos, visando sempre o bem da população.

“Minha inocência foi comprovada perante a justiça, de que não houve pratica ilícita de propaganda eleitoral antecipada, uma vez que ausente o pedido expresso ou explicito de voto durante os atendimentos pelo Instituto Mais Saúde” Declarou Tiago Almeida.

É fato público e notório que Tiago Almeida é ortopedista e integrante do Instituto Mais Saúde, que há mais de quatro anos vem prestando serviços em várias cidades do Rio Grande do Norte através de atendimento filantrópico para a população carente e, por juramento, atender a todos que necessitarem, sem nunca distinguir cor e partido em seus atendimentos.

Tags: propaganda eleitoral antecipada Tiago Almeida
A+ A-