Advogado acusado de agredir esposa e filho tem prisão preventiva decretada

Na audiência de custódia, juiz também determinou medidas protetivas em favor da mulher e da criança.

Da redação, TJRN,

O juiz Michel Mascarenhas, coordenador da Central de Flagrantes de Natal, decretou a prisão preventiva do advogado Bruno Henrique Saldanha Farias, durante audiência de custódia realizada na tarde desta quinta-feira (4). O advogado é acusado de ter agredido a esposa e o filho de dez meses de idade, tendo sido preso ontem pela Polícia Militar.

O magistrado aplicou ainda medidas protetivas em favor da esposa e da criança, a qual foi aplicado encaminhamento à sua mãe. Nos termos da decisão do juiz Michel Mascarenhas, o acusado Bruno Saldanha Farias terá a suspensão da posse ou restrição do porte de armas.

Foi decretado o afastamento do lar, domicílio ou local de convivência com a ofendida, bem como a proibição de aproximação da vítima, de seus familiares e testemunhas, fixando o limite mínimo de um quilômetro.

Também foi estabelecido a proibição de contato por qualquer meio de comunicação e de frequentar a vizinhança, local de emprego e lugares em que a vítima possa estar. Por fim, foram suspensas as procurações conferidas pela vítima ao agressor.

Por ser detentor de nível superior de instrução, o juiz determinou que o acusado deverá ser colocado em uma cela especial.

Após a audiência de custódia, o processo será distribuído para uma da Varas da comarca de Natal com competência para julgar o caso.

Tags: Justiça Polícia Violência contra mulher Violência doméstica
A+ A-