MP prende em Natal acusado de golpes milionários no setor de café no Espírito Santo

Romulo da Fonseca Sobrinho foi denunciado depois de aplicar golpes que ultrapassam os R$ 20 milhões.

Da redação, MP,

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), prendeu em Natal Rômulo da Fonseca Tinoco Sobrinho. Ele foi denunciado à Justiça pelos crimes de sonegação fiscal e estelionato e teve a prisão preventiva pedida pelo Ministério Público do Espírito Santo, depois de aplicar golpes na cidade capixaba de Nova Venécia. Os golpes, segundo investigação do MP, ultrapassam a quantia de R$ 20 milhões.

Entre 2007 e 2008, Rômulo foi sócio-proprietário da Folhadella Comércio de Café, no município de Nova Venécia, noroeste do Espírito Santo. No início das atividades, e com a finalidade de conquistar confiança na região, ele pagava preços atraentes por sacas de café. Depois de um tempo, e de já ter conquistado a confiança dos produtores da região, ele passou a comprar sacas de café com diversos agricultores, sem efetuar o pagamento.

O acusado veio ao Rio Grande do Norte fugindo das intimações judiciais e passou a viver em casas de parentes. Sua prisão foi possível em razão do monitoramento realizado pelo Gaeco/MP e ao trabalho de inteligência realizado pelo Ministério Público capixaba com o apoio do 2º Batalhão de Polícia Militar de Nova Venécia.

Tags: golpes milionários Ministério Público prisão Rômulo da Fonseca Tinoco Sobrinho
A+ A-