Caso envolvendo Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz tem novo promotor

Coaf apontou movimentações financeiras atípicas na conta do ex-assessor do então deputado estadual do Rio de Janeiro.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Acervo pessoal

O promotor Claudio Calo, da promotoria de investigação penal, será o novo responsável por analisar o caso de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL), que teve movimentações atípicas apontadas em relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

A investigação estava a cargo do procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), Eduardo Gussem, mas o caso deixou de ser de sua alçada porque Flávio Bolsonaro, que era deputado estadual no Rio de Janeiro, assumiu uma cadeira no Senado.

No ano passado, Claudio Calo assinou a denúncia contra os ex-chefes da Polícia Civil do Rio de Janeiro Rivaldo Barbosa e Carlos Leba, acusados de crimes contra a Lei de Licitações. Na ocasião, o Ministério Público pediu o afastamento de Barbosa do cargo, o que a Justiça acabou negando.

Tags: Caso Coaf Fabrício Queiroz Flávio Bolsonaro
A+ A-