Brasil goleia a África do Sul no último jogo antes da Copa

Com três gols de Neymar, um de Oscar e outro de Fernandinho, a seleção brasileira finalizou o amistoso em Johannesburgo.

Da redação, Portal da Band,
Jefferson Bernardes/Vipcomm
Neymar comemora um de seus gols no confronto contra os sul-africanos no último amistoso da seleção antes da convocação final.

Foi o teste final para quem deseja ir à Copa e uma afirmação para outros que já têm o passaporte carimbado, como Neymar. Com três gols, o camisa 10 se destacou na goleada por 5 a 0 sobre a África do Sul, nesta quarta-feira, no Soccer City, em Johannesburgo – o meia Oscar, outro garantido no Mundial, também marcou o seu, bem como o novato Fernandinho.

O gol de Oscar, aliás, foi marcado logo no início do amistoso. Aos 10min, ele recebeu um passe na medida de Hulk e só teve o trabalho de tocar por cima do goleiro sul-africano.

Em vantagem no placar, o Brasil seguiu mandando na partida e, com isso, o segundo gol era questão de tempo. E ele veio, aos 40min, com Neymar, chutando por baixo das pernas do goleiro.

No segundo tempo, o Brasil trocou o tradicional uniforme amarelo pelo seu segundo modelo de camisa, da cor azul. E com ele veio mais um gol, outra vez de Neymar, logo na saída de bola e com estilo, tocando por cima do goleiro.

brasil_africa_770

Com a vitória garantida, Felipão promoveu algumas alterações para observar mais jogadores – entraram em campo Ramires, Luiz Gustavo, Willian, Daniel Alves, Jô e Dante. Além disso, dois novatos com o treinador iniciaram a partida no time titular: casos de Fernandinho e Rafinha.

Foi um dos novatos, aliás, quem marcou o quarto: Fernandinho, aos 33min, arriscou de fora da área e deixou o seu. Nos acréscimos, Neymar completou passe de cabeça de Jô e deu números finais ao confronto.

Homenagem a Mandela

Quando voltaram para o segundo tempo do amistoso, vestindo azul, os jogadores da seleção brasileira colocaram uma faixa no braço com a inscrição 46664 – número da cela em que o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela ficou preso durante 27 anos. Já os atletas do time da casa tinham o número 46664 impresso na parte da frente de suas camisas.

A+ A-