Gasly surpreende em Silverstone e lidera 1º treino livre do GP da Inglaterra

Piloto francês foi o mais rápido, com um tempo de 1min27s173, quase meio segundo a menos que Bottas.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Getty Images/Red Bull Content Pool
Francês Pierre Gasly foi o mais rápido da primeira sessão de treinos livres e com o impressionante tempo de 1min27s173.

Duas semanas depois de vencer o GP da Áustria com o holandês Max Verstappen, a Red Bull começou as atividades de pista do GP da Inglaterra, no circuito de Silverstone, nesta sexta-feira (12), com uma grande surpresa. O francês Pierre Gasly foi o mais rápido da primeira sessão de treinos livres e com o impressionante tempo de 1min27s173, quase meio segundo a menos que o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, que cravou 1min27s629.

O piloto da equipe alemã foi o melhor durante praticamente todo o treinamento, mas perdeu o tempo mais rápido somente nos últimos minutos para Gasly, que chega a Silverstone pressionado pela Red Bull a conseguir melhores resultados na temporada de 2019, pois Verstappen tem dado conta do recado - o holandês foi o vencedor na Áustria.

Nesta primeira atividade na Inglaterra, Verstappen foi o terceiro colocado, ficando à frente inclusive do atual líder do campeonato, o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes. O holandês obteve o tempo de 1min28s009 na melhor de suas 21 voltas, contra 1min28s122 do pentacampeão mundial.

A Ferrari veio na sequência com seus dois carros. O monegasco Charles Leclerc passou boa parte do treino atrás do alemão Sebastian Vettel, mas terminou na frente do companheiro, em quinto lugar, com o tempo de 1min28s253 - o tetracampeão mundial fez 1min28s304.

Outro piloto da Alemanha, Nico Hulkenberg levou a Renault ao sétimo lugar na primeira atividade em Silverstone. Ele ficou à frente de seu companheiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo. Alexander Albon, tailandês da Toro Rosso, foi o nono colocado, à frente do espanhol Carlos Sainz Jr., da McLaren.

O primeiro treino livre foi um tanto confuso e marcado por várias rodadas - em razão do asfalto novo e pouco aderente de Silverstone. Teve o acidente inusitado sofrido pelo francês Romain Grosjean, da Haas, que conseguiu rodar e bater seu carro na saída do pit-lane, e o problema sofrido pela Alfa Romeo do finlandês Kimi Raikkonen, que provocou a única bandeira vermelha da sessão.

O segundo treino livre começará às 10 horas (de Brasília) desta sexta-feira. No sábado, a terceira sessão será às 7 horas e o treino oficial de classificação, para definir o grid de largada, terá início às 10 horas. A corrida no domingo está marcado para 10h10.

Tags: automobilismo Fórmula 1 GP da Áustria Pierre Gasly
A+ A-