Show do futsal feminino do Brasil começa na terça em Parnamirim

A seleção do Rio Grande do Norte está no grupo A e estréia contra Santa Catarina.

Alex Regis
Seleção do Rio Grande do Norte estréia contra Santa Catarina
Inspiradas pelo show da seleção brasileira de futebol nos Jogos Pan-americanos, as meninas do futsal entram em quadra a partir da próxima terça-feira, dia 28, no ginásio Antenor Neves de Oliveira, em Emaús, Parnamirim/RN, para mostrar que o "futebol indoor", da bola pesada, também pode dar espetáculo. 

O privilégio será do público potiguar, que vai poder acompanhar bem de pertinho o desempenho das oito melhores seleções estaduais, durante o 2º Campeonato Brasileiro
Sub-20 Feminino de Futsal. A entrada é gratuita. A seleção do Rio Grande do Norte, treinada pelo professor de futsal do CIC e coordenador de esportes do Marista, Helder Moura, está no
grupo A junto com Santa Catarina, Goiás e Amazonas. No grupo B, se enfrentam: Ceará, São Paulo, Pernambuco e Tocantins. 

As três primeiras rodadas da primeira fase serão realizadas entre terça e quinta-feira, sempre a partir das 16h; os jogos do RN estão marcados para às 20h: estréia contra Santa Catarina, na quarta-feira pega o Amazonas, encerrando a participação na fase classificatória contra o Goiás. As duas melhores seleções de cada grupo jogam a semifinal na sexta-feira, começando às 18h30 o primeiro jogo. A final será no sábado, às 17h. 

Além de ser uma boa oportunidade para mostrar ao torcedor potiguar a qualidade do futsal feminino, o técnico Helder Moura está otimista e diz acreditar numa grande participação do RN. "Conseguimos formar uma boa equipe, homogenia e que vai dar muito trabalho as adversárias.
Acredito que, depois destes dois meses de treinos, que podemos fazer uma boa campanha neste Brasileiro e, quem sabe, conquistar o título em casa", disse Helder. As meninas da seleção potiguar também apostam na competição nacional para tentarem uma carreira no esporte. 

"Encaramos este Brasileiro como uma oportunidade para a gente. Hoje, eu só estudo e jogo. Mas, quero vencer no futebol, que amo de paixão. Quero ser uma jogadora profissional", afirmou a macaibense Maria Dilane, 17 anos, estudante do 2º ano do ensino médio do Instituto Maria Auxiliadora. "Consegui uma bolsa de estudos num colégio particular de Natal através do futsal e, agora, quero ser profissional", emendou. 

Para o presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futsal, Clóvis Gomes, a realização do campeonato brasileiro no RN torna-se importante para colocar o Estado de vez na rota de competições importantes. "Esperamos, agora, que o poder público se mobilize a faça sua parte
ajeitando nossas principais praças de esporte para, quem sabe, recebermos aqui no ano que vem um grupo da Copa do Mundo de Futsal masculino adulto", disse Clóvis.
A+ A-