Prospectos do Palmeiras passam pelas contratações feitas fora do campo e bola

Time conseguiu conquistar uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem apesar de períodos atribulados para terminar a temporada.

Da redação,
Divulgação
Palmeiras conquistou vaga na Copa Libertadores de 2020, apesar de períodos atribulados dentro e fora do campo para terminar a temporada.

Para todos os propósitos, três dos quatro grandes times de São Paulo terminaram o Campeonato Brasileiro de forma no mínimo razoável. Santos, Palmeiras e São Paulo conseguiram, no fim das contas, conquistar uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem apesar de períodos atribulados dentro e fora do campo para terminar a temporada.

As turbulências, entretanto, estão se estendendo para o fim do ano, que, nesse caso, não será um período de férias, mas sim de muito trabalho para as diretorias destes clubes. Este é o caso especialmente para Santos e Palmeiras, cujas brigas internas acabaram “vazando” para o mercado de transferências.

Essa disputa envolve o técnico argentino Jorge Sampaoli. O ex-comandante das seleções chilena e argentina chegou ao Brasil em dezembro do ano passado para treinar o Santos, realizando um sonho da torcida santista e também colocando em prática o desejo de muitos entusiastas do futebol sul-americano, que esperavam contar com um nome como o de Sampaoli para mostrar ao cenário nacional algumas das novidades em seu trabalho, que parecem ter sido deixadas de lado pelos técnicos brasileiros.


As expectativas destes fãs foram em grande parte realizadas. Apesar de o Santos ter tido uma temporada que está longe da perfeição, amargando eliminações precoces na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana, Sampaoli fez um excelente trabalho dentro das limitações do seu elenco. Uma vez que ele não contava com os recursos de times como Palmeiras e Flamengo, que gastaram uma centena de milhões de reais com contratações ao longo da temporada, o técnico trabalhou com aquilo que lhe foi dado e conseguiu chegar ao segundo lugar do Brasileirão, acima até do alviverde paulista.

Seu trabalho inevitavelmente chamou a atenção de outros times, tanto daqui quanto lá de fora. E no primeiro grupo está incluído o Palmeiras, que viu Luiz Felipe Scolari – com quem ganhou o Campeonato Brasileiro do ano passado – sendo demitido no meio da temporada. Seu substituto, Mano Menezes, teve o mesmo destino poucos meses depois, após uma acachapante derrota por 3 a 1 para o Flamengo, que já havia se consagrado campeão do torneio e também da Libertadores.

Por isso, o Palmeiras foi atrás de Sampaoli, que já não se mostrava muito inclinado a se manter no Santos devido a problemas extracampo envolvendo a diretoria e que se estenderam às discussões sobre um novo contrato. Assim, o técnico argentino pediu demissão do Peixe.

Agora, o interessante será acompanhar se a adição de Jorge Sampaoli ao Palmeiras, caso a mesma ocorra, terá efeito positivo no time. Uma das maneiras de verificar esse potencial impacto é por meio das apostas esportivas na Betfair, que divulga durante a temporada as chances dos times de ganharem os campeonatos de que têm participado. As estatísticas que afetam estes números incluem chegadas e saídas de jogadores, técnicos e até dirigentes, considerando seus trabalhos em tempos passados.


Falando de dirigentes, esta é outra busca que o Palmeiras estava fazendo. O diretor de futebol Alexandre Mattos foi demitido do time junto com Mano Menezes, após quase cinco anos no cargo em que ajudou o time a ganhar dois Campeonatos Brasileiros e uma Copa do Brasil.

Seu substituto é Anderson Barros, que estava no Botafogo nesta temporada. É uma escolha digna, considerando que o primeiro nome da lista, Diego Cerri, decidiu ficar no Bahia. Barros foi “forçado” a fazer trabalho semelhante ao de Cerri no clube carioca, tendo que encontrar bons nomes a baixo custo para montar um elenco que fizesse pelo menos o trabalho de se manter no Brasileirão de 2019.

Já no Palmeiras, o padrão financeiro – e de exigências – é outro. A missão de Barros, e talvez futuramente a de Sampaoli, é de voltar a levantar títulos e vencer o Flamengo, que ameaça se tornar força dominante no país e no continente.

Tags: Campeonato Brasileiro orge Sampaoli Palmeiras
A+ A-