Jean-Paul é contra a reforma, mas votará inclusão de Estados e Municípios

Senador do PT explicou a contradição em entrevista ao Jornal 96 e afirmou que discussão será ampla no Senado.

Rafael Araújo,
Gerlane Lima
Embora vote contrário a reforma da Previdência, Jean-Paul Prates explicou motivos que o fazem defender a inclusão de Estados e Municípios na PEC.
As discussões sobre a reforma da Previdência estão criando contradições entre representantes do governo Fátima Bezerra (PT) e representantes do Partido dos Trabalhadores. Após o vice-governador do Estado, Antenor Roberto (PCdoB) revelar que o governo estadual estaria defendendo a inclusão dos Estados e Municípios na PEC 06/2019, foi a vez do senador da República, Jean –Paul Prates defender a incorporação dos entes federativos na proposta, durante entrevista na manhã desta sexta-feira (9), no Jornal 96.

“Acredito que os estados e municípios devem ser incluídos na reforma, por pior que ela seja”, comentou o senador da República. Ele disse ainda que, apesar de querer a inclusão, votará contra a PEC.

Apesar de achar que o texto da reforma da Previdência ainda esteja ruim, o senador destacou que o projeto já foi bastante ‘desidratado’ durante tramitação na Câmara dos Deputados. “Já foram tirados pontos sensíveis da proposta”, comentou Jean-Paul Prates.

Ainda sobre a contradição de votar contra a PEC e defender a inclusão de estados e municípios na reforma, o senador explicou a situação. “O partido fecha questão sobre a reforma. Votarei contra a proposta de emenda à constituição, mas serei a favor da inclusão, pois se não houver teremos mais de três mil sistemas diferentes de Previdência e isso iria gerar um caos”, argumenta o senador. 

Jean-Paul Prates disse ainda que a discussão sobre o texto da Previdência será ampla no Senado Federal e afirmou que a intenção da oposição é modificar ainda mais o projeto de emenda à constituição. 


Confira a entrevista:


Tags: Entrevista Jean-Paul Prates Jornal 96
A+ A-