UFRN suspende aulas presenciais por tempo indeterminado por causa do coronavírus

Reitor tomou decisão atendendo à recomendação de um comitê universitário sobre a doença.

Da redação,

SELO-CORONA-100A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), anunciou na manhã desta terça-feira (17), a suspensão de aulas presenciais por tempo indeterminado por causa do coronavírus. A decisão foi tomada pelo reitor José Daniel Diniz Melo após o comitê Covid-19, da Universidade, recomendar a suspensão das aulas.

Dessa forma, o reitor acatou a orientação da comissão de especialista e as aulas de graduação e pós-graduação ficam suspensas por tempo indeterminado. Seguindo a avaliação constante da situação nacional e internacional dos casos do novo coronavírus, a decisão do Comitê Covid-19 da UFRN levou em consideração a necessidade de maximizar as medidas preventivas, para reduzir a contaminação, e a grande preocupação que assola a comunidade universitária, inviabilizando as atividades.

Para o reitor Daniel Diniz, o Comitê Covid-19 foi criado devido à preocupação com a situação do novo coronavírus e com o intuito de manter a comunidade universitária segura. “Ficamos sob alerta e em contato constante com o Comitê para embasar nossas medidas. Hoje, nosso grupo de especialistas recomendou a suspensão e acatamos a orientação para preservar a saúde dos integrantes da UFRN”, explicou o professor.

Comitê Covid-19 da UFRN

O Comitê Covid-19 da UFRN foi criado pelo reitor Daniel Diniz para assessorar a gestão no monitoramento e na atualização das recomendações das autoridades sanitárias. O grupo é presidido pelo vice-reitor Henio Miranda, e conta com as participações do responsável pela Diretoria de Atenção à Saúde do Servidor (DAS), Benedito Baracho; do médico pneumologista, Renan dos Santos; do chefe do Departamento de Infectologia, Kleber Luz; da vice-diretora do Instituto de Medicina Tropical (IMT), Eliana do Nascimento; e do professor do Departamento de Microbiologia e Parasitologia, Joselio de Araújo.

Tags: Aulas Coronavírus Saúde Suspensão UFRN
A+ A-