Secretaria de Educação Estadual promove inclusão social de autistas

Rede estadual de ensino já conta com 379 alunos com TEA matriculados para este ano.

Rafael Araújo,
Divulgação/SEEC
Inclusão social de autistas passa por trabalho qualificado das escolas no acolhimento de estudantes com transtorno do espectro autista.
AUTISMO-SELOA Secretaria Estadual de Educação e Cultura (SEEC) têm atuado na promoção de inclusão social de autistas na sociedade, em especial, na rede estadual de ensino. Segundo a subcoordenadora de Educação  Especial da SEEC, professora Maria do Carmo, a secretaria tem assegurado a escolarização dos estudantes com Transtorno do Espectro Autista em todas as etapas de ensino e modalidades.

“Temos no quadro de servidores, professor especializados em educação especial, que atuam com o apoio a esses estudantes em sala de aula e ainda oferecem o atendimento educacional especializado em salas de recursos multifuncionais ou em centros de educação especial. Contamos ainda com o apoio de instituições do Terceiro Setor para ampliar o atendimento e o trabalho de inclusão social desses estudantes”, destaca.

Com o objetivo de incluir os autistas na rede de ensino estadual e promover a inclusão social deles, a secretaria também tem realizado ações com foco na formação dos professores da sala de aula comum e dos serviços de apoio pedagógicos e especializados.

AUTISMO-H

“Com todo este trabalho nós estamos obtendo resultados positivos, que estão sendo evidenciados com a permanência dos estudantes nas escolas, com a crescente do número desses alunos em sala de aula e os avanços obtidos por eles na formação escolar”, comenta Maria do Carmo.

Ainda de acordo com a professora, atualmente a rede estadual de ensino já conta com 379 alunos autistas matriculados nas escolas para o ano letivo de 2019. Contudo, as matriculas ainda estão abertas e o número de estudantes com TEA pode aumentar. 

Tags: Autismo
A+ A-