Matrículas estaduais devem ser feitas pelo Sigeduc, afirma secretária

Betania Ramalho explicou como funciona o sistema de monitoramento dos alunos e da gestão escolar.

Marília Rocha,
Gerlane Lima/Nominuto.com

A modernização nos sistemas de telecomunicações invadiu o sistema das escolas estaduais no Rio Grande do Norte com a implantação do Sistema Integrado de Gestão da educação (Sigeduc) que garante a informatização das matrículas dos estudantes e acompanhamento das notas, frequências e rendimento dos alunos.

O Sigaeduc foi tema da entrevista com a secretária estadual de Educação, Betania Ramalho nesta sexta-feira (22) no RN Acontece da Band. Betania explicou ao jornalista Diógenes Dantas como o sistema funciona. “Iniciamos a etapa de matrículas no último dia 18 de novembro através do Sigeduc e esse mesmo sistema irá atuar será uma escola virtual de toda a parte pedagógica com indicadores de presença, aproveitamento de alunos garantindo uma política estruturante para a educação”, justifica.

De acordo com a secretária, o sistema será compartilhado com alunos, diretores e comunidade sobre a gestão. “O sistema é bom para o aluno, professor e diretor. Na escola do século XXI o conhecimento está disponível através de mundo interativo com exercícios e conteúdos diferenciado para aprendizado”, contou.

A integração da rede também será feita através de tablets, smartphone entre alunos e diretores no Sigeduc, como funciona o Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SigaA) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. “Poderemos fazer o acompanhamento até dos professores e atividades dos alunos”, comentou.

Para Betania Ramalho, a modernização do sistema educacional será um avanço para a educação do Estado. “O Rio Grande do Norte pode dar um salto de uma instituição, observatório da vida do estudantes, notas, frequências será um avanço, reinventando as escolas”, argumentou.

O Sigeduc será apresentado ao Ministério da Educação no início de dezembro com acompanhamento de representantes da Secretaria Estadual de Educação, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte e o Ministério também. “Nós vamos pleitear a continuidade do Sigeduc para um aperfeiçoamento do sistema. O Ministério vai financiar o projeto Gigametrópole que será incorporado ao projeto Metrópole Digital”, garantiu.

A matrícula dos alunos da rede estadual de ensino já pode ser feita no Rio Grande do Norte e tem prazo até o dia 22 de dezembro. “A matrícula deve ser feita através do documento de identificação através do CPF, desde o início da escolaridade”, disse.

As notícias negativas da educação como a falta de professores, dificuldades na infraestrutura das escolas e condições de trabalho para professores também foram comentadas pela secretária de Educação. “Estamos avançando na questão dos professores. Convocamos mais de 3.900 professores e vamos entrar com concurso para professores substitutos. Em um ano e 10 meses já conseguimos corrigir direitos verticais dos professores, quinquênios, ganhos coo a garantia do piso salarial e outros ganhos para a categoria”, disse Betania.

Em relação ao transporte escolar para os estudantes da rede pública, Betania disse que o Governo do Estado já garantiu mais 260 ônibus e até o ano que vem, o Rio Grande do Norte receberá mais 150 ônibus com emendas de parlamentares.

No final da entrevista, Betania comentou sobre a ordem de serviço para a reforma do Atheneu. “Na próxima segunda, vamos iniciar o processo de reforma do Atheneu que receberá R$ 2 milhões e 200 mil de investimentos”, concluiu.


Tags: betania ramahlo secretaria de educacao
A+ A-