Marcos Pontes: ensino superior permanecerá com Ministério da Educação

Jair Bolsonaro havia cogitado transferir a responsabilidade para a pasta de Ciência e Tecnologia.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Sérgio Lima

Indicado para chefiar o Ministério da Ciência e Tecnologia, o engenheiro Marcos Pontes afirmou, nesta quinta-feira (6) que o ensino superior permanecerá no Ministério da Educação. O presidente eleito, Jair Bolsonaro, cogitou transferir a responsabilidade para a pasta que será comandada por Pontes.

"O Ensino Superior permanece com o ministério da Educação e essa relação com a ciência e tecnologia é primordial", declarou Pontes durante coletiva de imprensa no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília.

Segundo o futuro ministro, a "colaboração com a educação é importante e tem andado muito bem". Ele listou quatro pilares para a cooperação entre os ministérios que seriam o ensino de ciência e tecnologia no ensino fundamental; a importância da pesquisa básica; incentivo à inovação; e cooperações internacionais.

Ao longo do dia, Pontes organiza um encontro com representantes da comunidade científica no CCBB. Bolsonaro fez uma rápida aparição na reunião, pela manhã.

Tags: ensino superior Marcos Pontes
A+ A-