Governo deveria pedir desculpas à sociedade pelos transtornos, diz Sinte

Fátima Cardoso, coordenadora do Sindicato, justifica a greve dos professores por descumprimento de parte do governo dos acordos firmados em 2013.

Gerlane Lima,

fatima_cardoso_mA coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte, Fátima Cardoso, disse que o Governo do Estado deveria pedir desculpas à sociedade e principalmente aos alunos pelos transtornos que vem causando.

Fátima Cardoso destaca que a paralisação dos professores da rede estadual de ensino se dá pelo descumprimento por parte do governo dos acordos firmados em 2013. ” A greve foi deflagrada no primeiro dia do ano letivo de 2014 porque no ano passado, após outra paralisação, o governo firmou um acordo com a categoria e não cumpriu. Em agosto, reeditou o combinado, mas até agora nada foi cumprido”.

O Sinte diz ainda que o governo se comprometeu apenas a pagar o terço de férias no próximo pagamento e a reajustar o piso salarial em fevereiro com retroativo a janeiro, o que é uma obrigação do estado prevista em lei.

Em relação ao corte do ponto dos professores, Fátima disse que o governo não pode decretar o corte do ponto e que a atual gestão já perdeu na justiça quando tentou cortar o ponto em outras ocasiões.

A greve tem adesão de 80% dos professores em Natal e na grande Natal.

Pauta de reivindicações

• Revisão do Plano de Carreira do Magistério

• Pagamento de uma Letra para os professores

• Redimensionamento do porte das escolas e gratificação dos diretores

• Modificação da portaria 731/2003

• Permanência da Letra quando da Promoção Vertical

• Mecanismo de Concessão de Licenças-prêmios

• Ajuste do déficit na correção salarial de 2013

• Complementação na base salarial dos funcionários da educação

• Convocação dos concursados

Tags: Fátima Cardoso Sinte-RN
A+ A-