Escola Doméstica celebra 105 anos com inovação

Instituição une-se ao Complexo Educacional Henrique Castriciano.

Da redação,
Arquivo
Trajetória da Escola Doméstica de Natal remonta ao século passado e representa um marco na cultura e na educação natalense.

No próximo domingo (1º), a Escola Doméstica (ED) celebra seus 105 anos com uma grande novidade: sua união com o Complexo Educacional Henrique Castriciano (HC). As duas instituições de ensino, que são das mais tradicionais e inovadoras da cidade, agora serão uma só: o Complexo de Ensino Noilde Ramalho ED HC. Moderno, inclusivo, conectado com as novas tecnologias e o saber científico, tendo como diferenciais a educação de excelência, o contato com a natureza e com a sua história.

"Mesmo com seus 105 anos, a ED continua com espírito pioneiro, sempre acompanhando as transformações e evoluções sociais e, agora, funciona como escola mista", afirma a direção da instituição.

Para o novo Complexo de Ensino Noilde Ramalho ED HC, os 105 anos de história da ED testemunham o cumprimento do ideal dos seus fundadores, mantendo viva sua missão de contribuir para a formação de cidadãos éticos e capazes de melhorar o mundo.

História

A trajetória da Escola Doméstica de Natal remonta ao século passado e representa um marco na cultura e na educação natalense, em especial, na emancipação feminina, através do conhecimento.

Fundada em setembro de 1914, na Praça Augusto Severo, no bairro da Ribeira, a Escola Doméstica foi idealizada pelo escritor, poeta e jornalista Henrique Castriciano – considerado um arauto da educação potiguar.

Após viagem à Europa, ele sugeriu ao então governador Alberto Maranhão a criação de uma escola feminina. Seu objetivo era trazer para Natal uma instituição que valorizasse a mulher, integrando-a socialmente.

A partir daí, foi criada, em 1911, a Liga de Ensino, instituição sem fins lucrativos que atuaria como mantenedora da ED. Esta, por sua vez, foi renovadora no cenário brasileiro do período, quando ainda havia pouco espaço para participação feminina.

Na sua jornada, a Escola teve apenas diretoras mulheres. Uma delas foi a professora e ex-aluna Noilde Ramalho, que esteve à frente da instituição por nada menos que 65 anos. Sob sua gestão, foi criado o colégio misto Complexo Educacional Henrique Castriciano e o Centro Universitário do Rio Grande do Norte, UNI-RN, instituição de nível superior.

Reconhecida por sua atitude vanguardista, corajosa e de forte liderança, a professora Noilde foi protagonista de um verdadeiro feito para sua época. Em sua homenagem, o Complexo de Ensino Noilde Ramalho reúne ED, HC e UNI-RN.

Tags: Complexo de Ensino Noilde Ramalho Escola Doméstica
A+ A-