Veraneio: maior procura é por casas do litoral sul

Apesar da Ponte Newton Navarro e programações mais atrativas no litoral norte, procura maior ainda é por imóveis localizados entre as praias de Cotovelo e Búzios.

Elaine Vládia,
Divulgação
Aluguel de casas em praias como Cotovelo é grande neste período
O período é de férias escolares e os natalenses continuam cultivando o hábito tradicional de veranear. Com os preços praticamente iguais ao do ano passado, imobiliárias têm diversas opções de imóveis dos mais simples aos mais luxuosos, porém a procura maior é por casas com mais de quatro quartos e no litoral sul, apesar de shows e mais opções de entretenimento e lazer que estão sendo criadas na região norte.

Segundo informam corretores entrevistados pelo Nominuto.com, como é comum mais de uma família se unir para alugar as casas, estas procuram imóveis maiores, com vários banheiros e de preferência com uma piscina e churrasqueira para a promoção de momentos de lazer para grupos de no mínimo 10 pessoas.

A corretora Nice de Paula explica que a maior procura é por praias mais próximas do litoral sul – de Cotovelo a Búzios. “Quem vai à Pipa, por exemplo, procura pousada”, comenta. A faixa de preços, apesar de variável, pode chegar a 5 mil euros para todo o período e carnaval, sendo mais luxuosos, e direcionados a estrangeiros.

Porém, a classe média prefere imóveis um pouco mais modestos, chegando no máximo a 5 mil reais para o mês, e com localização próxima à praia, de preferência a uma quadra do mar.

Já Thiago dos Santos ressalta a necessidade de casas com várias suítes. Apesar de variável, o interessado pode encontrar opções por cerca de 3.500 a 4.000 reais no litoral sul, preços que são parecidos com os do ano anterior, salvo algum pequeno reajuste que o proprietário fez, mas ainda assim com percentual muito baixo.

No litoral norte, no entanto, a maior procura se concentra na praia da Redinha, onde uma casa com três, quatro quartos pode sair até por 2 mil reais para o veraneio até o final do carnaval – no início de fevereiro.
A+ A-