O mundo de olho na fruticultura do RN

Expofruit começa nesta quinta-feira (4), em Mossoró, com a promessa de geração de 20 milhões de dólares em negócios.

Divulgação
Melão é uma das frutas que se destacam na pauta de exportações
Vai ser em uma área de 15 mil metros quadrados, com a presença de 320 estandes, que o Rio Grande do Norte deverá fechar negócios superiores a 20 milhões de dólares. Essa é a expectativa da organização da Feira Internacional de Fruticultura Tropical Irrigada (Expofruit), realizada a partir desta quinta-feira (4) no Centro de Exposições e Eventos de Mossoró (Expocenter), instalado na Universidade Federal do Semi-árido (Ufersa), em Mossoró, com a participação de empresários de mercados consumidores de todo o mundo.

Somente na Rodada de Negócios, no estande do Sebrae, nos dias 5 e 6, estarão compradores de 22 países, entre eles, França, Itália, Alemanha, Espanha, Holanda, República Tcheca, Bélgica e Noruega. “Nossa expectativa é manter o patamar de 20 milhões de dólares de negócios para próximos 12 meses”, afirmou o organizador do evento, o presidente do Comitê Executivo de Fitossanidade (Coex), Segundo Paula.

Porém, além dos negócios, que são muito importantes, o evento pretende qualificar os produtores para que alcancem mais valor agregado ao produto e expandir financiamentos para que eles possam investir em seus negócios. Estandes do Banco do Brasil e do Banco Nordeste darão informações sobre linhas de crédito, e os produtores podem buscar capacitação, através de uma programação científica, com minicursos, seminários e clínica tecnológica.

A governadora Wilma de Faria confirmou presença na abertura, às 20h desta quinta-feira (4). O evento, incluído no Circuito Estadual de Exposições Agropecuárias, irá reunir produtores, compradores, fornecedores de insumos e equipamentos e serviços ligados ao setor agrícola.

Uma das novidades da edição deste ano é a apresentação da tecnologia PAIS. Trata-se da Produção Agroecológica Integrada Sustentável, uma tecnologia social voltada para agricultura familiar que, ainda mais preocupados com o meio ambiente e a saúde, associam mecanismos que tem como objetivo a implementação da agricultura sustentável integrada.

Mosca das frutas
Ainda em Mossoró, a governadora vai inaugurar, às 19h30 desta quinta-feira (4), o Laboratório de controle da Mosca das Frutas, no Campus da Ufersa. Segundo o presidente do Coex, Segundo Paula, o Governo do Estado disponibilizou recursos da ordem de R$ 70 mil para a compra de equipamentos para o laboratório, que irá produzir as moscas parasitas que se alimentam das larvas das moscas que atacam as plantações de melão.

* Com informações da Assecom
A+ A-