Cesta básica: 2007 teve o maior reajuste dos últimos cinco anos

Procon registrou um aumento 5,24% durante todo o ano. Somente em dezembro, foi 4,32%.

Elaine Vládia,
Divulgação
Cesta básica teve maior reajuste desde 2002
O Procon Municipal (Coordenadoria Municipal de Política e Defesa do Consumidor) registrou em 2007 o maior reajuste da cesta básica desde 2002. A variação acumulada chegou a 15,24%. Enquanto no início do ano passado, uma família de seis pessoas, sendo quatro adultos e duas crianças, conseguia comprar os produtos essenciais por R$ 257,46, agora está tendo que desembolsar R$ 296,70.


Os produtos industrializados e semi-elaborados foram os responsáveis pelo aumento significativo. Eles tiveram reajuste, de 15,24% no ano passado, e são os produtos que mais pesam na composição da cesta. Os hortifrútis subiram 20,59% e os produtos de higiene e limpeza, 8,38%.

Dos 40 itens pesquisados, 31 subiram, enquanto apenas seis sofreram redução (filé de merluza, ovos e creme dental de 50g estavam com os mesmos preços de doze meses atrás). Dentre os que puxaram o valor da cesta lá para o alto, destaque para o quilo do feijão carioquinha tipo 1, com aumento médio de 191,5%. Para se ter uma noção, há um ano custava R$ 1,77 e em dezembro passado estava por R$ 5,16; para a cebola pera (+ 115,6%), batata comum (+ 42,7%), alface (+ 32,7%), sabão em barra (+ 31,9%), tomate (+ 30,1%), macaxeira (+ 26,8%) e banana pacovã (+ 21,3%).

Além desses, o Procon também chama a atenção para a média de aumento da carne bovina de 1ª e de 2ª (19%), leite pasteurizado tipo C (19,4%), óleo de soja (18,6%) e pão francês (14,0%). No entanto, um produto, o açúcar cristalizado, consegue destaque no levantamento por ter apresentado queda de 27% no preço no mesmo período.

Atenção
O Procon alerta os consumidores, informando que nos mercadinhos de bairros a cesta básica aumentou mais: 17,11% (R$ 294,47, contra R$ 251,45 em dezembro de 2006). E somente em dezembro de 2007 com relação ao mesmo mês do ano anterior, o reajuste foi de 4,05%.

Todos os supermercados e hipermercados pesquisados apresentaram reajuste em 2007. As maiores variações ocorreram no Supermercado DaTerra (+19,45%) e no Carrefour da zona norte (+19,23%), enquanto o Servebem da Cidade da Esperança apresentou a menor variação (+9,65%).

Classificando os produtos em três grupos, constata-se que os produtos industrializados e semi-elaborados subiram 17,66% em 2007, os hortifrútis subiram 13,91% e os produtos de higiene e limpeza. Comparando o custo da cesta básica dos mercadinhos com os das grandes redes, constata-se que nos mercadinhos custa apenas 0,76% mais barato.

* Com informações do Procon
A+ A-