Após pesquisa Ibope, dólar cai mais de 3% e Bolsa opera em forte alta

Mercado reagiu positivamente a resultado que mostrou crescimento de Bolsonaro.

Da redação, Estadão Conteúdo,

O otimismo dos investidores segue levando a Bolsa recuperar o patamar dos 81 mil pontos. Às 15h29, o Ibovespa operava na máxima de 3,92%, aos 81.702,89 pontos.

Já o real se fortalece frente ao dólar, o que faz a cotação recuar para o patamar de R$ 3,90 no mercado à vista. Às 15h14, o dólar à vista caía 3,08% aos R$ 3,9059. É a menor cotação da moeda americana durante um pregão em 47 dias. O bom humor também é observado nos mercados de juros e no contrato futuro do Ibovespa.

A alta do índice é puxada pelas ações de empresas estatais. As ações da Eletrobrás disparavam 8,82% (ON) e 8,55% (PNB), Petrobrás registrava forte alta de 6,24% (PN) e 6,90% (ON) e Banco do Brasil ON avançava 8,97%.

O que explica?

A valorização dos ativos brasileiros nesta terça-feira, 2, é motivada, segundo agentes do mercado, ao farto noticiário político, como o apoio da bancada ruralista a Jair Bolsonaro (PSL), resultado da pesquisa Ibope e a proibição de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dar entrevistas à imprensa. Bolsonaro e lideranças da campanha festejam a decisão da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA).

Depois de a frente ruralista anunciar apoio, a especulação é de como se dará o apoio do Centrão (DEM, PP, PRB, PR, Solidariedade) num eventual segundo turno entre o candidato do PSL e Fernando Haddad, do PT, segundo a coluna Política+. "O movimento dos ruralistas, liderados pela democrata Tereza Cristina (DEM), aponta para a direção que o partido de Rodrigo Maia (RJ) e ACM Neto (BA) deve seguir", diz

Tags: dólar
A+ A-