Rota Musical celebra união entre esporte e cultura em Natal

Projeto levou música às ruas da cidade durante a Meia do Sol no último sábado.

Da redação,
Divulgação
Ao todo, sete palcos, estrategicamente divididos pelo percurso de 21 km da prova, fizeram alegria de 7.600 corredores de rua.

Com o patrocínio da Arena das Dunas, por meio da Lei de Incentivo à cultura Djalma Maranhão da Prefeitura de Natal, o Projeto Rota Musical foi o espaço para celebrar a união do esporte e da cultura na cidade. Com apresentações de artistas e bandas locais, a programação levou gratuitamente música às ruas da cidade durante a Meia Maratona do Sol no último sábado (21).

Para a organização, o Rota trouxe um elemento a mais para o evento esportivo: o atrativo cultural. “Todo mundo gosta de música. A Meia do Sol já é um evento tradicional e, com o rota, se torna ainda mais atrativa para o setor turístico, pois juntou atletas e amantes da música em um só sentimento de alegria e festa pelas ruas da nossa querida Natal”, conta Chirley Dantas, da Crion Eventos, que é a empresa produtora do Rota Musical.

De acordo com Marina e Manuela Rodrigues, as vocalistas da Faya Soul Band, a programação é mais uma oportunidade de valorização do artista local. “Foi muito emocionante ver os atletas se superando e, mesmo correndo, passando para falar com a gente. A equipe estava empenhada e bem preparada. É muito importante o Rota para valorizar o nosso artista local, pois quem é da área sabe o quanto é difícil”, contou Marina. “Ficamos gratas em participar desse projeto tão bem elaborado. Lindo demais ver aquela galera animada correndo atrás de seus sonhos”, completou Manu.

O percursionista e vocalista da Fuxico de Feira, Abner Moab, falou do desafio que é fazer show para um público que corre. “A experiência a princípio é bem inusitada, pois a maior parte do público era rotativo. Basicamente, ouviam alguns segundos de música. Foi muito interessante para nós que tivemos de repensar o show. Vários foram os momentos de trocas entre nós e o público”, relata.

Para o músico, o Rota foi vitrine dos nossos artistas. “É uma ótima janela, afinal de contas, é uma exposição para um público grande, inclusive de outros estados. Colocar palcos com bandas tocando durante uma corrida foi algo bem criativo e interessante”, disse.

Ao todo, sete palcos, estrategicamente divididos pelo percurso de 21 km da prova, fizeram alegria de 7.600 corredores de rua e da população que prestigiou cada artista. Os atletas também aprovaram mais essa novidade da Meia do Sol. Pelas redes sociais, o corredor Roberto Alves de Santana elogiou a programação. “Belo projeto. Curti cada banda em cada ponto na meia maratona. Fizeram toda diferença”, comentou.

A Lei de Incentivo à cultura Djalma Maranhão possibilitou a realização dos shows. “A renúncia fiscal é um ponto extremamente importante para o projeto ter alcançado este sucesso. A entrada da Arena das Dunas, junto com a Prefeitura, garantiu a execução do Rota Musical nesse que é o primeiro ano do evento. Temos a certeza de que a próxima edição será ainda melhor”, finalizou Chirley Dantas.

Tags: bandas locais Meia Maratona do Sol Rota Musical
A+ A-