Fest Bossa & Jazz movimenta praça, ruas e bares da Praia de Pipa até domingo

Segundo dia do Festival reuniu centenas de pessoas por todos os polos com atrações de renome.

Da redação,
Brunno Martins
Formato inédito é oferecido pela organização do Fest Bossa & Jazz, com pontos descentralizados e shows que não param.

Com bandeirolas espalhadas pelos quatro cantos da Praia de Pipa e musicalidade a cada esquina, o Fest Bossa & Jazz – edição 2018 continua a atrair público de vários estados e países. São crianças e adultos envolvidos na atmosfera que o evento vem deixando no decorrer desses dois dias, sejam nas oficinas, workshops, Pocket Shows da tarde na orla da praia ou nos polos noturnos distribuídos pela avenida Baía dos Golfinhos.

A agitação do Fest permanece na praia até este domingo (16) com programação que passeia pelo jazz, bossa, blues, rock, R&B, samba e reggae. E o melhor, é tudo gratuito!

O clima é de festa e descontração. O formato inédito oferecido pela organização com pontos descentralizados, shows que não param e circulam por vários lugares, agradou a muitos. A potiguar Aline Freitas que já conhecia o evento nas edições anteriores é uma das que aprovou.

“Cheguei aqui e fui surpreendida pelo Festival totalmente diferenciado, espalhado por Pipa, com música de alta qualidade, proporcionando lazer, diversão e, ao mesmo tempo, conforto ao transitar pelas ruas”.

Fest-Bossa-Jazz-H

Um grupo de amigos formado pela potiguar Eliomaya Mirelle, a pernambucana Thammy Farias, o cearense Sérgio de Sousa e o argentino Emiliano Andía, que se conheceram em Pipa, aproveitaram para curtir o Festival em grande estilo.

“Todos estamos viajando sozinhos e chegar aqui no meio do Fest Bossa & Jazz foi a maior surpresa”, disse Sérgio. A potiguar Eliomaya já tinha ouvido falar muito do evento. “Conhecia o Festival, mas na Pipa foi a primeira vez e ainda pude fazer novas amizades. Tudo novo! ”, explica Eliomaya.

Animada com a boa repercussão, Juçara Figueiredo, realizadora do Fest Bossa & Jazz fala sobre essa nova maneira de executar o evento em Pipa.

“O nosso maior desafio era manter a essência, oferecendo a boa música através de renomados artistas do cenário local e nacional com vários pocket shows, abrindo a possibilidade de o público usufruir diferentes estilos simultaneamente. E, claro, mantendo a característica de ser gratuito e também promover atividades paralelas aos shows como as oficinas, workshops e Master Class”, explica Juçara.

Fest-H

Para este sábado (15), Workshop de Gaita com Flávio Guimarães às 14h, na Vila da Pipa Shopping; Master Class de Trompete com Antônio de Pádua, às 15h, também na Vila da Pipa. Já as oficinas “Instrumentos Recicláveis” - Alexandre Ferro e “Reciclando com Arte” – Mônica Lira e Marlene Brasil, acontecem no Kanto da Pipa no mesmo horário. Os Pocket Shows da tarde ocorrem das 15h às 17h e na line-up nomes como Sâmela Ramos, Parahyba Ska Jazz, Los Chaskys, Duo Maresia e Nida Lira.

Na noite, a partir das 19h30, cortejo com a Bossa & Jazz Street Band e em seguida Pris Dené & Tricomas Jazz Band, Família Pádua, Di Steffano Quarteto, Orquestra Filarmônica Mons. Honório, Parahyba Ska Jazz, Taryn Szpilman e finaliza com duas Jam Sessions, uma na Muxima’s e no Kanto da Pipa. Até domingo (16), muita coisa vai rolar.

Ao todo, no evento, são 17 artistas/bandas, 48 Pocket Shows, além de oficinas, workshop e Jam Session. O Festival é realizado por Juçara Figueiredo Produções que para a edição se junta ao Governo do Estado do Rio Grande do Norte por meio da Setur, Emprotur e Governo Cidadão através de recursos do Banco Mundial.

Conta também com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Tibau do Sul, da Associação dos Hoteleiros de Tibau do Sul e Pipa (ASHTEP), Pipa Convention Bureau e apoio dos comerciantes locais.

Tags: Fest Bossa & Jazz Pipa
A+ A-