Portugal e Espanha fazem clássico na 1ª rodada do grupo B da Copa

Partida será disputada no Estádio Olímpico Fisht, em Sochi, depois de Marrocos e Irã abrirem o grupo A.

Da redação, Agência Brasil,

selo-copa-100x100-vermPortugal e Espanha farão nesta sexta-feira (15), às 15h (de Brasília), o jogo mais interessante da primeira rodada da fase de grupos da Copa do Mundo, em que os campeões de 2010 chegam em meio a uma crise, enquanto os detentores do título europeu seguirão apostando no atacante Cristiano Ronaldo.

A partida, que será disputada no Estádio Olímpico Fisht, em Sochi, acontece três horas depois de Marrocos e Irã abrirem o grupo A do torneio, em São Petersburgo. Nos prognósticos mais otimistas, o vencedor do duelo ibérico ficará muito perto de assegurar a liderança do grupo B, considerando a fragilidade dos demais rivais.

Apontada como uma das principais favoritas para o título, ao lado de Brasil e Alemanha, a 'Roja' explodiu em crise, depois que o Real Madrid anunciou a contratação do técnico Julen Lopetegui, em negociação que aconteceu sem o conhecimento dos dirigentes da Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

Nesta quarta-feira, véspera da abertura do torneio, o presidente da entidade, Luis Rubiales, anunciou a demissão do treinador, garantindo que se viu obrigado a tomar a decisão. Com isso, Fernando Hierro, que era diretor-técnico da seleção, acabou sendo indicado para o camando da equipe.

Lopetegui deixou a Espanha sem perder um jogo sequer, já que, em 20 jogos, venceu 14 vezes e empatou seis. Ao todo, foram 61 gols marcados, contra 13 sofridos. Se ficasse cinco partidas sem perder na Copa, igualaria a melhor arrancada de um técnico da 'Roja', alcançada pelo lendário Luis Aragonés.

A expectativa, no entanto, é que Hierro não faça mudanças significativas no trabalho e na equipe, mantendo as principais ideias do antecessor, principalmente, para o duelo contra Portugal, já que assumiu apenas 48 horas antes da estreia.

Com isso, seguem as mesmas três dúvidas para a montagem do time titular, a principal, pela lesão muscular do lateral-direito Dani Carvajal, que poderá ser substituído por Nacho ou Álvaro Odriozola. No meio, Koke e Thiago Alcântara disputam um lugar no time.

A outra interrogação é menor, sobre o comandante do ataque, em que Diego Costa parte com grande favoritismo, em disputa com Rodrigo Moreno e Iago Aspas. Outra opção seria a utilização de um "falso 9", prática que Lopetegui, praticamente, aboliu no comando da seleção.

Portugal, por sua vez, desembarca na Copa na condição de atual campeã da Eurocopa, título conquistado em 2016, o maior da história da Seleção das Quinas. Há dois anos, na França, os lusos chegaram desacreditados, avançaram em terceiro nos grupos e cresceram no mata-mata, até bater os anfitriões na decisão, na prorrogação.

A equipe, liderada em campo por Cristiano Ronaldo, teve outro herói, o atacante Éder, autor do gol do título, anotado na prorrogação. O jogador, que esteve cedido ao Lokomotiv Moscou, na última temporada, acabou ficando fora da lista final de convocados pelo técnico Fernando Santos.

Com ou sem o talismã, o astro segue sendo o melhor jogador do mundo nos dois últimos anos. Em 2018, CR7 chega ao Mundial embalado por mais uma conquista da Liga dos Campeões, em que foi decisivo na maioria dos jogos do Real Madrid.

Aos 33 anos, provavelmente, Cristiano Ronaldo disputará a última Copa do Mundo. Em 2006, ainda uma promessa, ajudou a seleção a alcançar o quarto lugar, quando os astros de Portugal ainda eram Luís Figo e Deco. Quatro anos depois, na África do Sul, caiu com os companheiros nas oitavas de final, justamente, para a Espanha.

No Brasil, em 2014, veio o grande fracasso, quando a expectativa era de campanha vitoriosa, já que o atacante vivia o auge físico e técnico. Os lusos, no entanto, acabaram caindo logo na primeira fase, com apenas uma vitória e um só gol marcado pelo craque.

A expectativa é que Fernando Santos não mexa na equipe considerada ideal, com o jovem Gonçalo Guedes aparecendo ao lado de Cristiano Ronaldo no setor ofensivo. O treinador deverá repetir a base utilizada na vitória sobre a Argélia por 3 a 0, no último amistoso antes da Copa.

As mudanças com relação ao último compromisso devem ser a entrada de José Fonte no lugar do veterano Bruno Alves, para formar a dupla de zaga, além da presença de João Mário na vaga de Bruno Fernandes, no meio.

Prováveis escalações:

Portugal: Rui Patricio; Cédric, Pepe, José Fonte, Guerreiro; João Moutinho, William Carvalho, Bernardo Silva e João Mário; Cristiano Ronaldo e André Silva. Técnico: Fernando Santos.

Espanha: De Gea; Carvajal (ou Nacho), Sergio Ramos, Piqué e Jordi Alba; Busquets, Koke (ou Thiago Alcântera), Isco, Iniesta e David Silva; Diego Costa. Técnico: Fernando Hierro.

Árbitro: Gianluca Rocchi (Itália), auxiliado pelos compatriotas Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini.

Estádio Olímpico Fisht, em Sochi (Rússia).

Tags: Copa do Mundo Cristiano Ronaldo Espanha Portugal
A+ A-