Congresso aprova projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018

Texto mantém meta fiscal definida pelo governo, com déficit primário de R$ 131,3 bilhões.

Da redação, Agência Câmara,
Marcos Oliveira/Agência Senado
Com a aprovação do texto, o Congresso Nacional fica liberado para entrar em recesso a partir de 18 de julho.

O Plenário do Congresso Nacional aprovou o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018 (PLN 1/17), na forma do substitutivo do deputado Marcus Pestana (PSDB-MG). A matéria irá à sanção presidencial. Com a aprovação do texto, o Congresso fica liberado para entrar em recesso a partir de 18 de julho.

O relatório final, já aprovado na Comissão Mista de Orçamento, mantém a meta fiscal proposta pelo governo. O texto prevê, para 2018, déficit primário de R$ 131,3 bilhões para o conjunto do setor público consolidado.

O governo federal responderá pelo déficit de R$ 129 bilhões. Estatais federais terão como meta o déficit de R$ 3,5 bilhões – nos estados e municípios, a projeção é de superavit de R$ 1,2 bilhão.

O projeto estabelece a possibilidade de compensação entre os resultados do governo, das estatais e dos entes federados. Com isso, desde que mantida a meta total de R$ 131,3 bilhões, o governo poderá fazer mudanças no seu esforço fiscal ou no das estatais durante a execução orçamentária.

Se os números propostos pelo governo se confirmarem, o ano de 2018 será o quinto consecutivo de déficit primário. Os saldos negativos contribuem para o crescimento da dívida do governo.

Tags: Congresso Nacional LDO
A+ A-