Aprovados em processo seletivo da Fundase cobram nomeação

Concurso ofereceu 400 vagas, mas 76 delas ainda não foram preenchidas.

Rafael Araújo,
Um grupo de aprovados em um processo seletivo da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fundase) está cobrando a nomeação para os cargos. As provas aconteceram no ano passado e até o momento, de acordo com a comissão de aprovados, das 400 vagas oferecidas, 76 ainda não foram preenchidas.

O processo seletivo foi aberto em meados de abril do ano passado, com a finalidade de admitir profissionais de nível fundamental e superior, além de formação de cadastro de reserva. Foram oferecidas vagas para os cargos de auxiliar de serviços gerais, agente socioeducativo, analista socioeducativo, psicólogo, auxiliar de serviços diversos (motorista), assistente social e pedagogo.

Líder da comissão, Minael Rodrigues disse que o grupo procurou a Fundase para várias vezes para ter informações de quando sairia a nomeação do restante dos aprovados dentro das vagas, mas ele revelou que a fundação nunca recebeu a comitiva.

Integrantes da comissão também reclamam de uma possível desordem na convocação dos candidatos diante da posição dos aprovados no processo seletivo. O grupo disse ainda que há um déficit de funcionários na fundação e teme que o restante dos aprovados não sejam convocados dentro dos dois anos de prazo do concurso.

Diante da denúncia, o portal Nominuto.com tentou o contato com a Fundase através da assessoria de comunicação e do gabinete civil, mas até o momento não obtivemos retorno. O espaço segue aberto para manifestação da fundação. 

Tags: Concursos
A+ A-