TCE manda Prefeitura suspender contrato com a empresa TCI BPO

Relator da sessão informou que provas apresentadas por Carlos Thompson são suficientes para suspensão de contrato.

Maiara Felipe e Marília Rocha ,
Fotos: Maiara Felipe
Conselheiros decidiram agora, em votação no Tribunal de Contas do Estado (TCE), a suspensão do contrato com a empresa pernambucana TCI BPO Tecnologia Conhecimento e Informação S/A para gestão de medicamentos em Natal.

O conselheiro Alcimar Torquato acompanhou o votou de Valério Mesquita e, mesmo antes do voto de Paulo Alves ficou determinado que a Prefeitura de Natal tem que suspender o contrato.

Após a decisão, o procurador geral do município Bruno Macedo afirmou que vai esperar o comunicado oficial para se pronunciar.



"Vamos respeitar a determinação do TCE até o município ser  comunicado oficialmente sobre a decisão. Até lá vamos resolver sobre a decisão de recorrer ao poder judiciário ou não", afirmou Bruno.

Ele disse que vai discutir com a prefeita Micarla de Souza as soluções para o gerenciamento e que o município não tem condições de gerenciar os medicamentos devido ao déficit deixado pela gestão anterior.
A+ A-