Secretaria de Agricultura garante que não vai faltar semente

Bancos de sementes possuem atualmente 100 toneladas de sementes prontas para serem distribuídas. A Sape solicitou a compra de 170 toneladas de sementes e 250 mil mudas de cajueiro anão precoce.

Gabriela Duarte,
A Secretaria Estadual de Agricultura e Pesca (Sape) garantiu que os agricultores potiguares estarão recebendo as sementes até 15 de fevereiro.

Segundo Antônio Carlos Magalhães Alves, coordenador do Programa de Sementes e Mudas, a Sape realizou na última segunda-feira (21) uma licitação para a compra de 170 toneladas de sementes de algodão, feijão, sorgo, além de 250 mil mudas de cajueiro anão precoce, um investimento de cerca de R$ 1,9 milhão.

“Estamos aguardando apenas a liberação de recursos do Orçamento Geral do Estado para finalizar a compra, porém o processo deve está sendo concluído até o dia 15 de fevereiro”, disse o coordenador.

Questionado sobre a possibilidade de o atraso comprometer as plantações, Antônio Carlos disse que os bancos possuem cerca de 100 toneladas de sementes, prontas para serem distribuídas.

“Esse atraso irá prejudicar quem precisa de financiamento para a produção, mas, em relação a plantação, isso não é motivo para preocupação. Os armazéns possuem hoje 100 toneladas. A compra que o Estado vai fazer é para repor os estoques”, explicou Antônio Carlos.

O Rio Grande do Norte possui 440 bancos de sementes, nos quais o governo armazena as sementes que serão distribuídas entre os agricultores potiguares.

Os armazéns são equipados com máquinas e gerenciados pelos próprios agricultores.
A+ A-