Ponte Newton Navarro: Como começou efetivamente a obra

Acompanhe o andamento das obras desde seu início até o ano de 2006.

Gabriela Barreto,
Vlademir Alexandre
As obras da ponte tiveram início em 2004
Conforme foi publicado em matéria especial no Nominuto.com, as obras da Ponte Forte-Redinha, apesar de ser um projeto que existe desde 1992, só tiveram início de fato em 2004, quando a governadora Wilma de Faria (PSB) abriu a compra do edital de licitação.

Orçada inicialmente em R$ 137.376.986,15, a licitação da obra foi vencida pelas construtoras consorciadas Queiroz Galvão e Construbase. A ordem de serviço foi assinada em outubro de 2004 pela governadora e a previsão para a entrega final era de 18 meses.

Contudo, oito meses depois, apenas 30% da estrutura estava construída. O governo anunciava o feito com vanglória em matérias publicadas em seu site oficial. Em junho de 2005, mês do ocorrido, as notícias também ressaltavam a importância da ponte para o desenvolvimento do turismo no estado.

Ano 2006 

Em março de 2006, um salto gigantesco no andamento das obras: o governo anuncia que 93% da estrutura está completa e os deputados estaduais fazem uma visita às obras. Já em abril, o marco importante é a escolha do nome Newton Navarro, como uma homenagem ao grande desenhista e poeta do estado.

Em maio, outro feito de relevância: o Governo Federal anuncia um investimento de R$ 50 milhões para a construção da ponte. A inauguração marcada para junho é adiada. Já em setembro, anuncia-se que as obras já ultrapassam os R$ 174 milhões e a ponte torna-se objeto de disputa eleitoral entre os candidatos ao governo do estado, Wilma de Faria (PSB) e Garibaldi Alves Filho (PMDB).
A+ A-