Grupo Vila adota medidas de prevenção funerária à Covid-19

Empresa segue as orientações articuladas pela Associação de Cemitérios e Crematórios do Brasil .

Da redação,
Divulgação
Urnas devem permanecer fechadas e pessoas não podem tocar o corpo contaminado por coronavírus.
SELO-CORONA-100Em função da pandemia do novo coronavírus, cuidados com a higiene e limpeza de diversos locais precisam ser redobrados para conter a proliferação da doença. Uma das preocupações é que ainda não se sabe se o vírus sobrevive no organismo após o falecimento. Diante dessa incerteza, o setor funerário tem adotado medidas para diminuir qualquer tipo de contato com os falecidos.
 
No Rio Grande do Norte, o Grupo Vila segue as orientações articuladas pela Associação de Cemitérios e Crematórios do Brasil (Acembra) para manter um rigoroso controle de limpeza e desinfecção, além do uso reforçado de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). O que se sabe até então através de dados preliminares da Organização Mundial de Saúde é que a Covid-19 pode sobreviver de poucas horas a dias em um ambiente, a depender de condições como temperatura e umidade.
 
Para qualquer óbito atendido pelo Grupo Vila, já se recomenda a diminuição do tempo de velório para no máximo 2 horas de duração, com rodízios de até 10 pessoas para evitar grande circulação, atentando para se evitar a presença de idosos, de pessoas inseridas nos grupos de riscos e de crianças.
 
Além disso, a ferramenta de Velório Virtual disponibilizada pela empresa desde 2001 está à disposição. Outra recomendação é fazer a homenagem com flores por meio da Floricultura Online, sistema que disponibiliza os serviços de entrega de arranjos em velórios e é acessível pelo endereço eletrônico floricultura.moradadapaz.com.br. A página tem fotos dos produtos, que contam com parâmetros de comparação de imagem, além da atualização do catálogo das coroas e ramalhetes, tudo isso para proporcionar uma experiência melhor para os clientes que queiram homenagear os entes queridos de qualquer lugar do Brasil.
 
Para a psicóloga Mariana Simonetti, mesmo sendo o velório uma parte essencial para a compreensão do luto, é necessário entender que o momento pede esses cuidados. “Tanto a família do ente, quanto os funcionários que prestam apoio aquela situação, precisam estar seguros, seja a morte pelo Coronavírus ou não. Esse é um momento de responsabilidade consigo e com o outro, é importante ter isso em mente e prestar sua homenagem àqueles que partirem com carinho, mas também de forma segura para todos”, explica.
 
Ainda de acordo com as recomendações da Acembra, familiares e amigos não poderão tocar o corpo contaminado por coronavírus e as urnas devem permanecer fechadas, seja em cerimônias de velório, sepultamento ou cremação. É vedada pela Anvisa a conservação de restos mortais humanos com óbito por doenças infecto-contagiosas.
 
De acordo com o médico infectologista do Centro de Contingência de Coronavírus em São Paulo, David Uip, a orientação geral é que os cuidados precisam ser especiais desde o transporte a manipulação dos corpos. “Os dados ainda são insipientes e inconclusivos, mas a orientação é de tratar que sim, o vírus sobreviva. É recomendável que equipamentos de proteção individual sejam utilizados e depois descartados devidamente”, disse.
 

Empresa reduz atividades para garantir isolamento social dos colaboradores

Como forma de reduzir o trabalho de colaboradores que atuam em visitação a clientes e em captação, o Plano Sempre de Assistência Funerária suspendeu a atuação das vendedoras desde o último sábado (21). Ao mesmo tempo, todos os colaboradores que podem executar o trabalho a distância já estão cumprindo seus expedientes em home office. Quem continua em atuação são as equipes de operação e atendimento, para garantir que os serviços continuem.

Pagamentos e segunda via online

O Grupo Vila reforça que os clientes devem evitar ao máximo ir às unidades, mesmo que seja para efetuar o pagamento. Em vez disso, o ideal é acessar o site para emitir a segunda via no endereço https://segundavia.grupovila.com.br.

Conteúdo de apoio à população

O perfil do cemitério e crematório Morada da Paz no Instagram (@moradadapaz) iniciou uma série de transmissões ao vivo para oferecer conteúdo de apoio à população em geral, por meio da participação de profissionais especializados para esclarecer dúvidas e levar informações de qualidade ao público.

Tags: cemitérios Covid-19 crematórios Grupo Vila prevenção funerária
A+ A-