Enchentes: governadora visita Jucurutu e promete ajuda às vítimas

Bairro Vila Santa Izabel e no Conjunto do DNOCs ficaram alagados. Ao todo, 135 casas foram inundadas.

Redação, Assecom RN e Agência Eco de Notícias,
Foto: Divulgação
Comitiva visitou os locais mais graves para ter uma visão mais clara da situação.
Depois de sobrevoar a região alagada de Jucurutu, a governadora Rosalba Ciarlini, acompanhada pelo secretário de Estado da Justiça e da Cidadania, Thiago Cortez, e da secretária de Estado da Infraestrutura, Kátia Pinto, foi recebida pelo prefeito do município, Júnior Queiroz.

A comitiva visitou os locais mais graves para ter uma visão mais clara da situação. As chuvas que caíram no último domingo (23) e só pararam na madruga da segunda-feira (24), provocaram grandes estragos no bairro Vila Santa Izabel e no Conjunto do DNOCs. Ao todo, 135 casas foram inundadas.

Segundo informações do prefeito Júnior Queiroz, o problema de alagamento no município é antigo, mas nunca tinha acontecido nas proporções atuais. "Já foram registrados vários alagamentos no Conjunto do DNOCs, só que antes eram atingidas apenas 15 casas. Tanto que o órgão está construindo 15 moradias para transferir essas famílias, em um terreno doado pela Prefeitura, mas as obras estão paralisadas por causa de entraves burocráticos", disse.

O prefeito revelou também que o DNOCs colocou diques de contenção de água e três bombas para evitar problemas como o que aconteceu. "Só que o DNOCs não vem realizando a manutenção nem vem acompanhando a situação desses equipamentos", denunciou Junior Queiroz. "Comuniquei diversas vezes ao órgão que a manutenção nas bombas e nos diques deveria ser feita com frequencia, mas nunca fui ouvido', completou.

Na manhã desta quarta-feira (26), o nível das águas já tinha baixado um pouco. Mas o sufoco passado pelas famílias foi grande. A Defesa Civil do Estado trabalhou duro para ajudar as vítimas. "Foi preciso dois mergulhadores do Corpo de Bombeiros para abrir à força as comportas para escoar as águas", informou o secretário Thiago Cortez. Ele disse que o Corpo de Bombeiros está fazendo um relatório para identificar as causas do incidente. O documento será enviado ao Ministério Público Estadual e ao Ministério Público Federal para cobrar providências urgentes do DNOCs.

Equipe conversa com população desabrigada


Depois de visitar os locais atingidos, a comitiva seguiu para a sede do Projovem, onde os desabrigados estavam reunidos para ouvir das autoridades quais medidas serão tomadas. O prefeito de Jucurutu abriu a reunião agradecendo a presença da governadora e dos secretários Thiago Cortez e Kátia Pinto. "A governadora prometeu e cumpriu: trouxe a equipe de trabalho para ver de perto nosso problema e anunciar as medidas emergenciais para amenizar", disse.

Júnior Queiroz reforçou a falta de atenção do DNOCs. "Essa situação perdura por muito tempo, só que este ano se agravou. O DNOCs é o maior responsável, pois não cuidou do que devia. Venho implorando a atenção do órgão há muito tempo. A Prefeitura trabalhou mais de 24h para salvar vidas e pertences das famílias prejudicadas. O inverno ainda não começou, isso foi apenas um alerta. Espero que as providências sejam tomadas antes que o pior aconteça", desabafou.

O engenheiro do DNOCs Guilherme de Souza Neto, que esteve presente à reunião, comunicou que ainda nesta quarta-feira uma equipe irá até o local para fazer os reparos necessários.Rosalba informou que o Governo do Estado vai cuidar para que não falte alimentação, remédios e o que for de mais necessário no momento.

Assú
Atendendo convite da governadora Rosalba Ciarlini, o prefeito Ivan Lopes Júnior sobrevoou a região do Vale do Açu e foi até o município de Jucurutu, onde as enchentes deixaram mais de 100 famílias desabrigadas.
Foto: Roberto Moreira
Ivan Júnior relatou a governadora preocupação  de repetirem-se inundações ocorridas em 2008 e 2009.

Ivan Júnior relatou a governadora sua preocupação com a hipótese de repetirem-se, no Vale do Açu, as inundações ocorridas em 2008 e 2009. Disse que, atento a essa possibilidade, já havia passado instruções à Comissão Municipal de Defesa Civil (Comdec) com o objetivo de traçar um Plano de Contingência para o caso enchentes.
O órgão cuidará de mapear os trechos mais vulneráveis para situações de risco de alagamentos ou desmoronamento.

Paralelamente, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação elaborará levantamento das famílias que poderão ser afetadas pelas chuvas e tenham necessidade de serem remanejadas para locais seguros. Igualmente serão pré-identificados os espaços físicos que poderão ser aproveitados para abrigá-las.

Ações

O prefeito Ivan Júnior remeteu expediente à direção geral do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), em Fortaleza (CE), solicitando laudo técnico sobre a situação estrutural da Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves. E, ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), em Natal, encaminhou ofício pedindo explicações técnicas sobre os reparos recém-realizados na ponte Felipe Guerra.
A+ A-