Curso capacita 600 agentes ambientais na região Seridó

Professores doutores em química de São Paulo e Brasília estão ensinando como gerar emprego e renda minimizando os impactos ambientais.

Josenildo Carlos,
Josenildo Carlos
Professor Zara coordena o curso de capacitação
A Universidade Católica de Brasília, em parceria com a Agência de Desenvolvimento Econômico do Seridó – Adese – iniciou nesta terça-feira (24) em Caicó o segundo módulo do Curso de Capacitação de Agentes Ambientais.

Realizado no Centro Cultural Adjuto Dias, o curso faz parte do projeto Desenvolvimento de Sociedades Sustentáveis no semi-árido Drástico do Rio Grande do Norte, aprovado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq.

600 pessoas, entre agentes ambientais, líderes comunitários, agentes de endemias, estudantes e voluntários de ONGs dos 17 municípios seridoenses estão participando do curso. Elas estão recebendo informações sobre meio ambiente com professores doutores em química de São Paulo e Brasília. O objetivo é aprender como se gera emprego e renda minimizando os impactos ambientais em seu meio.

Além de Caicó, o curso vem sendo ministrado em Lucrécia, Patu, Viçosa e Pau dos Ferros, englobando 18 municípios do Alto Oeste Potiguar. Ao todo, são 1.540 pessoas que estão sendo capacitadas nas duas regiões.

Segundo o doutor e professor em química, Luiz Fabrício Zara, coordenador do projeto, o curso visa levar conhecimento sobre meio ambiente sustentável e desmistificar alguns paradigmas. “Por exemplo, adubos e agrotóxicos não fazem mal, desde que usados corretamente. Se eles não existissem a população morreria de fome pela falta de alimentos”, explicou Zara.

O Curso de Capacitação de Agentes Ambientais é ministrado num total de seis módulos, um por mês.
A+ A-