Carcinicultura: Veríssimos & Filhos terá que pagar multa de R$ 500 mil

O Idema multou a empresa pelo desastre ecológico no rio Potengi.

Redação,
A multa de R$ 500 mil foi aplicada à empresa de carcinicultura Veríssimo & Filhos por causa do desastre ecológico que resultou na mortandade de toneladas de peixes, crustáceos e moluscos no rio Potengi, no dia 29 de julho.

O Idema chegou à conclusão de que a empresa Veríssimo & Filhos seria a causadora do acidente por meio de análises feitas em amostras de peixes mortos que foram enviadas para o laboratório da Universidade Federal do Ceará para estudo da concentração de metais pesados.

O parecer final do laboratório mostrou que a mortandade dos peixes teria sido provocada pelo grande aporte de matéria orgânica lançada, em um curto espaço de tempo, pelos efluentes de carcinicultura, provocando o consumo do oxigênio dissolvido nas águas, o que causou a morte dos peixes por asfixia.

Segundo a assessoria de imprensa do Idema, o órgão só irá se pronunciar no final do processo, “o Idema só irá se pronunciar no final dos recursos, porque existem outros processos administrativos tramitando contra a Veríssimos & Filhos, todo processo cabe recurso e a empresa tem o direito de recorrer”, informou a assessoria.

Sobre o valor da multa, a assessoria informou que a legislação especifica que o valor pode variar de R$ 1 mil a R$ 1 milhão, dependendo dos agravantes e atenuantes. Como a empresa não teve a intenção de matar os peixes o Idema decidiu fixar um valor médio de R$ 500 mil.

A equipe de reportagem do Nominuto.com tentou entrar em contato com o advogado da empresa, Ezequias Pegado Cortez, durante toda a manhã desta sexta-feira (27), mas segundo sua secretária, ele não nos atendeu por está com cliente.
A+ A-