Bolsa Família ganha 14 postos de cadastro em Natal

Os cadastros eram feitos somente na sede da SEMTAS e nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS).

Redação,
A Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (SEMTAS) descentralizou o Cadastro Único, numa iniciativa de facilitar e aproximar o serviço à população. O Cadastro é um importante instrumento de coleta de informações para a identificação das famílias em situação de pobreza do município, e que possibilita ainda a análise de suas principais necessidades, ferramenta fundamental para organização e implementação de programas e serviços socioassistenciais, como o Bolsa Família.

Os cadastros que antes eram feitos somente na sede da SEMTAS e nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), agora também podem ser efetuados em outros 14 postos distribuidos pela cidade. São eles: núcleos do PETI Cidade Nova, Cidade da Esperança, Santarém, Beira Rio, Alto da Torre e Gramoré; Centros Públicos de Cidade Alta e Alecrim; Centros do Projovem Guarapes, Mãe Luiza, Felipe Camarão e Panatis II; e Casa dos Ofícios Oeste e Norte.

A partir dos dados coletados pelo Cadastro Único, o município passa a dispor de informações estratégicas para atender às famílias cuja renda mensal seja inferior a três salários mínimos ou meio salário mínimo por pessoa, incluindo-as em programas sociais de acordo com o perfil identificado. Entre os programas de transferência de renda que utilizam o Cadastro Único estão, além do Bolsa Família, o Projovem Adolescente, PETI, BPC, entre outros.

Segundo a assistente social do Cadastro Único, Júlia Ferreira, a descentralização e abertura de 14 novos postos de cadastramento representam uma melhoria significativa. "Dessa forma, nos aproximamos da população e facilitamos o contato com os projetos e programas que a SEMTAS desenvolve", afirma a assistente social. "Por ora, o preenchimento das fichas de cadastro é feito à mão nos postos, sendo elas recolhidas pela Secretaria.

Contudo, o processo de informatização já está em andamento. Iremos adquirir computadores para agilizar os cadastros. Enquanto isso, os interessados já podem comparecer ao posto de cadastro mais próximo de casa portando a documentação necessária", informa a coordenadora do Cadastro Único, Raquel Costa.

Os documentos necessários para realização de cadastro são: comprovante de residência, certidão de nascimento das crianças e suas respectivas declarações escolares atualizadas. Para os adultos, é necessária a apresentação da carteira de trabalho e contra cheque, identidade, CPF e título de eleitor.

 

A+ A-