Prouni e renda aumentaram número de alunos, segundo universidades privadas

O aumento da procura por universidades privadas pode ser justificado pela disponibilidade de horários que elas oferecem.

Agência Brasil,
Brasília - O aumento de 15,3% no número de alunos no ensino superior privado em 2006, registrado pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), pode ser creditado à oferta de bolsas do Programa Universidade para Todos e ao aumento no poder aquisitivo dos brasileiros.

A avaliação é do vice-presidente da Associação nacional das Universidades Particulares (Anup), Rubens Lopes da Cruz. Segundo ele, o setor privado representa quase 75% do número de alunos no país.

"O Prouni colocou muitas pessoas que não tinham a menor condição de acesso à universidade que passaram a ter esse acesso”, avalia o vice-presidente. Segundo o Ministério da Educação, em 2006 foram oferecidas 138 mil bolsas parciais ou integrais.

Segundo ele, o brasileiro também teve melhoria no seu poder aquisitivo e, com isso, priorizou o ensino e a cultura. “O brasileiro está tendo esta visão que, através do ensino ele pode conquistar uma melhor qualidade de vida e o acesso mais fácil ao mercado de trabalho”.

O aumento da procura por universidades privadas pode ser justificado pela disponibilidade de horários que elas oferecem. "Muitas vezes o jovem precisa trabalhar durante o dia para a sua manutenção, para contribuir com a família, e nas universidades públicas, a maioria das aulas é durante o dia", explica Cruz.

De acordo com a Anup, atualmente existem 2.165 universidades no país, sendo que 89,3% são da iniciativa privada, que inclui também as faculdades comunitárias.
A+ A-