Operação policial no Rio deixa quatro mortos e um ferido

PM foi informada de reunião de criminosos na Ilha do Governador.

Da redação, Agência Brasil,

Uma operação policial do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar (PM) deixou quatro mortos na manhã de hoje (5) no Morro do Dendê, na Ilha do Governador, zona norte da cidade do Rio de Janeiro. Segundo informações da PM, o Setor de Inteligência da corporação recebeu a informação de que haveria uma reunião de líderes de organizações criminosas de várias comunidades.

O Bope foi, então, acionado para verificar a informação e efetuar as prisões. Segundo informações da PM, ao chegar à favela, os policiais confrontaram criminosos.

Depois do tiroteio, os policiais encontraram um veículo acidentado, com três ocupantes feridos, além de um motociclista também ferido. Os quatro foram encaminhados para o Hospital da Ilha do Governador, mas morreram em seguida.

Um policial do Bope também ficou ferido e foi encaminhado para o Hospital Central da Polícia Militar. A PM não divulgou detalhes sobre as circunstâncias em que as pessoas foram feridas, mas informou que abrirá um inquérito policial militar e que o caso foi registrado na Delegacia de Homicídios da Capital.

Comediante

O comediante Diego Buiu, conhecido como Bunitinho, é um dos quatro mortos na operação realizada pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar do Rio de Janeiro, no Morro do Dendê, na Ilha do Governador, zona norte da cidade. Além dele, foram mortos Josselino de Oliveira Junior, Jorge Tadeu Sampaio e Sidney Antunes Figueiredo.

Bunitinho é famoso nas redes sociais e, só no Instagram, acumula 454 mil seguidores. Seu canal do Youtube tem mais de 100 mil inscritos. Josselino e Jorge eram seus empresários. Os três estavam em um carro que foi alvejado. Já Sidney estava em uma motocicleta e também foi atingido por um tiro.

Por volta das 12h30, os corpos de Bunitinho e dos demais chegaram para necrópsia no Instituto Médico-Legal (IML). Parentes de Jorge e Sidney estavam abalados e não quiseram gravar entrevistas, se limitando a cobrar explicações sobre o que de fato ocorreu durante a operação.

Pelas redes sociais, o governador Wilson Witzel disse que pediu investigação sobre o caso. "Bandidos dispararam seus fuzis contra a polícia no Morro do Dendê, uma comunidade ainda tomada por narcoterroristas. Até agora não temos todos os detalhes da operação. Determinei apuração rigorosa pela Delegacia de Homicídios sobre as quatro mortes", escreveu.

O carro alvejado foi levado para a Delegacia de Homicídios para perícia no início da tarde. De acordo com a Polícia Civil, também já estão sendo realizadas diligências para localizar testemunhas e câmeras de segurança que possam auxiliar nas investigações.

Tags: Bope Morro do Dendê operação policial Rio de Janeiro
A+ A-