Novo diretor da Abin pede lei que permita escutas

Pedido foi feito pelo delegado Paulo Lacerda durante sabatina no Senado.

O delegado Paulo Lacerda defendeu, nesta terça-feira (4), durante sabatina no Senado para assumir a direção-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), a aprovação de uma lei pelo Congresso Nacional que permita que a Abin realize escutas telefônicas com autorização judicial em caso de suspeita de terrorismo e sabotagem. A informação é da rádio CBN.

O nome de Lacerda foi aprovado pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa do Senado para assumir a direção-geral da Abin.

Na última quarta-feira (29), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu com o ministro da Justiça, Tarso Genro, e decidiu convidar Paulo Lacerda, que era diretor-geral da Polícia Federal (PF), para assumir a Abin. Para o comando da PF, Lula escolheu o ex-secretário Nacional de Segurança Pública, Luiz Fernando Corrêa.

Fonte: Terra
A+ A-