Ministros rejeitam denúncia de falsidade ideológica contra Marcos Valério

Marcos Valério já responderá processo em relação às denúncias de peculato, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

Agência Brasil,
No quinto dia de análise das denúncias contra envolvidos no esquema do mensalão, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não aceitaram a denúncia contra o publicitário Marcos Valério por falsidade ideológica. Ele havia sido indicado pelo procurador-geral da República, Antônio Fernando Souza, por ter se utilizado de expediente fraudulento ao se afastar do quadro societário das empresas SMP&B e Grafite, tendo utilizado o nome de sua esposa como “testa de ferro”.

Joaquim Barbosa entendeu que a simples alteração do quadro societário não configura ato ilícito penal e que Marcos Valério continuou a gerir a sociedade por procuração de sua esposa. A maioria dos ministros acompanhou o voto do relator. O único que aceitou a denúncia foi o ministro Carlos Ayres Britto.

Marcos Valério já responderá processo em relação às denúncias de peculato, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

Até agora, o STF aceitou as denúncias contra 37 pessoas, das 40 citadas pelo procurador-geral da República. Além de Silvio Pereira, somente o publicitário Duda Mendonça e sua sócia Zilmar Fernandes ainda não foram incluídos na ação penal sobre o mensalão.
A+ A-