Patrício Pitbull finaliza Straus no 2R e recupera cinturão dos penas do Bellator

Artur Dantas,
Bellator MMA
Com boa defesa de queda, Pitbull não só evitou o jogo como aproveitou o clinch para desferir joelhadas em Daniel.

Derrotado por Daniel Straus em 2015, ocasião que perdeu o cinturão dos penas do Bellator, Patrício Pitbull Freire conquistou o título novamente nesta sexta-feira (21), na luta principal do Bellator 178, em Connecticut, Estados Unidos. O brasileiro precisou de apenas 37 segundos do segundo round para encaixar uma guilhotina no norte-americano, que sinalizou a desistência com os três tapinhas. O fato marcante é que o cinturão foi entregue e posto na cintura de Pitbull por Royce Gracie, lenda do MMA. 

No primeiro round, Patrício entrou pouco disposto a estudar muito o jogo de Straus e conectou um forte direto de direita no oponente, que reagiu com chutes na perna esquerda do faixa preta de jiu-jitsu. Ao longo do assalto, Patrício mostrou mais pressão e contundência nos golpes, fato que levou Straus a encurtar a distância e levar o combate para o solo. 

Com boa defesa de queda, Pitbull não só evitou o jogo como aproveitou o clinch para desferir joelhadas em Daniel. Sem tanta ação, o árbitro central decidiu intervir e voltar o combate no centro do cage. No final da parcial, Straus soltou um chute alto que ficou na guarda do brasileiro. 

Já no segundo round, Straus mostrou que não toparia a estratégia de trocar socos e “entrou” nas pernas de Patrício, que fez o sprawl e defendeu a queda mais uma vez. Daniel insistiu na pegada, levou o brasileiro à grade. Com as costas apoiadas na tela, Patrício foi rápido para colocar a guarda e cair com a guilhotina encaixada, resultando na desistência de Straus em apenas 37 segundos. 

Foi a segunda derrota por finalização de Straus para Patrício. Na primeira vez, em 2015, o americano foi finalizado por mata-leão no final do quarto round. 

Ao comentarista Michael William, Pitbull disse em inglês que o cinturão foi um presente para o filho Davi, que esteve pela primeira vez com o pai em um evento, com “A Galinha Pintandinha” como música de fundo.

Histórico 

Patrício Ptibull Freire e Daniel Straus já se enfrentaram no Bellator quatro vezes. A primeira vez que os dois se encontraram no cage foi em 2011, quando o brasileiro venceu o ex-campeão na final da 4ª temporada dos torneio dos penas. Os dois voltaram a se enfrentar em 2015, ocasião que Patrício sofreu mas defendeu o cinturão, arrancando uma finalização aos 4m49s do quarto round.

A terceira aparição de Straus diante de Patrício foi traumática para o brasileiro. Com um jogo sólido - de quem já havia perdido e esmiuçado o jogo do campeão - em novembro de 2015 chegou a hora do troco. Por decisão unânime após cinco rounds, Straus não só conseguiu a vitória como levou o cinturão dos penas para casa. 

Vitória de Patrício e Straus sem luta há um ano e meio 

Ironicamente ou não, a última luta de Straus no Bellator foi justamente contra Patrício Pitbull, contra quem alimenta uma das maiores rivalidades esportivas das artes marciais dos últimos anos dentre todos os eventos de artes marciais mistas espalhados pelo mundo. 

Em novembro de 2015, quando tomou o cinturão de Patrício, Straus teve que lidar com uma fratura na mão, que demandou tempo de reabilitação até que o encontro desta noite pudesse acontecer. 

Uma das questões que mais vem à tona nesse momento é: será que o período fora de competição pode ter resultado na derrota de Straus? Pode ser. Essa foi a aparição mais apática dele contra Patrício, levando em consideração todos os outros combates. 

Já Patrício teve que se reabilitar após uma fratura na fíbula na luta contra o ex-UFC, Ben Henderson,  contra quem Patrício fazia luta pela categoria dos leves, em agosto de 2016. Melhor no combate, o campeão teve os planos frustrados no segundo round, quando acusou a lesão. O combate foi encerrado por nocaute técnico ocasionada pela fratura na perna.  


Tags: Bellator Bellator 178 Daniel Straus Patrício Pitbull
A+ A-